Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Ténis: Gastão Elias afastado dos quartos-de-final do torneio Maia Open II

Gastao Elias 16122021

A jogar em casa, Nuno Borges assegurou a continuidade da representação portuguesa no quadro principal de singulares do Maia Open II ao apurar-se para os quartos-de-final do segundo torneio do ATP Challenger Tour que a Federação Portuguesa de Ténis organiza com o apoio do Município da Maia. Em sentido contrário, Gastão Elias e Gonçalo Oliveira terminaram as respetivas participações.

Favorito para o embate frente ao carrasco do tenista penichense Tiago Cação na primeira ronda, o Nuno Borges (número 210 do ranking ATP) superou o italiano Edoardo Lavagno (586.º) pelos parciais de 6-3 e 6-2 em apenas 68 minutos. A vitória desta quinta-feira foi a 10.ª nos últimos 11 encontros de singulares para o tenista português de 24 anos, que chegou ao Maia Open dois dias depois de ter conquistado o primeiro título da carreira a este nível, em Antália (Turquia).

Para repetir a presença da semana passada nas meias-finais, Nuno Borges terá de ‘vingar’ outra derrota de um compatriota: a do tenista lourinhanense Gastão Elias (219.º) para Nikolas Sanchez Izquierdo (316.º) pelos parciais de 6-1, 6-7(5) e 6-3 no encontro que concluiu a segunda ronda de singulares. Para o jogador da Lourinhã tratou-se do adeus a 2021, uma situação comum à de Gonçalo Oliveira (282.º), que começou o dia a perder por 7-6(3) e 6-4 para Sebastian Fanselow (365.º) e terminou a ceder nos quartos-de-final de pares ao lado de Andrej Martin (6-7[4], 6-1 e 10-8 favoráveis Piotr Matuszewski e David Pichler).

A fechar o dia, Nuno Borges e Francisco Cabral regressaram à ação lado a lado com uma vitória. Depois de beneficiarem de uma desistência na primeira ronda, o maiato e o portuense confirmaram o favoritismo e venceram os japoneses Toshihide Matsui e Kaito Uesugi por 6-2 e 6-1 em 44 minutos para se apurarem para as meias-finais. Seguem-se os franceses Sadio Doumbia e Fabien Reboul, que partilham com eles o recorde de títulos (cinco) de pares no ATP Challenger Tour em 2021.

Texto: ALVORADA com GIMO
Fotografia: GIMO