Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: OMS faz depender controlo da pandemia em 2022 de decisões individuais

Covid 23

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considerou hoje que o mundo está em condições de controlar a pandemia da Covid-19 em 2022, fazendo depender isso de decisões tomadas individual e colectivamente.

"O que acontecer em 2022 depende de nós, a possibilidade de assumir o controlo da transmissão está aí: podemos eliminar mortes, hospitalizações, mas temos que tomar decisões colectivas e individuais conscientes para isso", afirmou a líder técnica da resposta à Covid-19 na OMS, Maria Van Kerkhove, na videoconferência de imprensa regular da organização sobre a pandemia.

Segundo a epidemiologista, "a trajectória da pandemia está, como sempre esteve, nas mãos" das pessoas. "[A pandemia] causou muita dor, raiva e frustração, mas necessitamos que estas emoções se transformem em acções para nos protegermos, a nós e aos outros", afirmou Maria Van Kerkhove, que se manifestou preocupada com o recrudescimento da Covid-19 na Europa, onde os contágios aumentaram 50% nas últimas quatro semanas.

Por sua vez, o director-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, revelou-se preocupado com o facto de a pandemia continuar a causar mais de 50 mil mortes semanais no mundo, tendo na última semana estado na origem do aumento de 10% dos óbitos em 50 países. "Isto não deveria estar a ocorrer, temos as ferramentas para evitar a transmissão [do vírus] e salvar vidas", disse.

A pandemia da Covid-19 provocou pelo menos 5.020.845 mortes em todo o mundo, entre mais de 248,03 milhões infecções, segundo o mais recente balanço da agência noticiosa AFP. De acordo com a epidemiologista da OMS Maria Van Kerkhove, o número global de mortos "é na realidade muito mais alto", uma vez que muitos casos não foram contabilizados pelas redes sanitárias.

Em Portugal, desde Março de 2020, morreram 18.184 pessoas e foram registados 1.094.048 casos de infecção, segundo dados actualizados da Direcção-Geral da Saúde.

Texto: ALVORADA com agência Lusa