Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Incêndios: Protecção Civil alerta para perigo muito elevado devido às altas temperaturas

ANEPC

A Autoridade Nacional de Emergência e Protceção Civil (ANEPC) lançou um aviso à população para o perigo de incêndios até segunda-feira, devido às temperaturas altas previstas e graus de humidade baixos, apelando para comportamentos preventivos.

A Protecção Civil refere, em comunicado, que de acordo com a informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), está prevista a continuação do tempo quente e seco até à próxima segunda-feira (1 de Agosto), com tempo seco, valores baixos de humidade relativa no interior e na região Sul durante as tardes, e com fraca recuperação nocturna nas regiões do interior e no Algarve, (com diminuição da humidade relativa durante a tarde e a noite nos próximos dias).

A ANEPC alerta igualmente para “temperaturas máximas a contribuir para onda de calor, especialmente no interior Norte e Centro” e “vento a predominar de norte/noroeste, por vezes forte na faixa costeira ocidental e nas terras altas”, estando também prevista uma rotação do vento para este/nordeste, no interior Norte e Centro, com enfraquecimento no litoral oeste.

Face a estas condições atmosféricas, existe “perigo de incêndio rural muito elevado a máximo na maior parte do território”, avisa a Protecção Civil.

Os efeitos expectáveis desta situação apontados pela ANEPC são a manutenção da dificuldade das acções de combate aos incêndios rurais determinada pelas condições meteorológicas e pelo estado de secura da vegetação.

A Protecção Civil avisa que é proibido fazer queimadas nos dias de perigo de incêndio muito elevado ou máximo, bem como a queima de amontoados sem autorização ou comunicação prévia às autoridades, utilizar fogo para a confeção de alimentos em todo o espaço rural, salvo se usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados para o efeito.

Nos dias de perigo de incêndio Muito Elevado e Máximo é também proibido fumigar ou desinfestar em apiários excepto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas, lançar balões de mecha acesa e foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da câmara municipal. É igualmente proibido usar motorroçadoras, corta-matos e destroçadores e deve-se evitar o uso de grades de discos.

“A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil recomenda a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio rural, nomeadamente com a adopção das necessárias medidas de prevenção e precaução, de acordo com a legislação em vigor, e tendo especial atenção à evolução do perigo de incêndio neste período”, lê-se na nota.

Texto: ALVORADA com agência Lusa