Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Carlos Pereira empossado 2º comandante regional de Emergência e Protecção Civil de Lisboa e Vale do Tejo

Carlos Pereira comandante regional

O bombeiro lourinhanense Carlos Pereira tomou posse hoje como 2º comandante regional de Emergência e Protecção Civil de Lisboa e Vale do Tejo, numa cerimónia realizada na sede da ANEPC - Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil, em Carnaxide, no concelho de Oeiras. O até agora comandante dos Bombeiros Voluntários da Lourinhã, onde serviu ao longo dos últimos 22 anos, e também comandante municipal de Protecção Civil do Município da Lourinhã, que ocupou por poucos meses, deixa ambas as instituições para cumprir o novo cargo, para o qual foi convidado pela Secretaria de Estado da Administração Interna.

Carlos Pereira vai ser, à beira de completar 46 anos, o braço-direito de Elísio Oliveira, o novo comandante regional de Emergência e Proteção Civil de Lisboa e Vale do Tejo. O bombeiro lourinhanense é mestre em Gestão de Emergência e Socorro, e, para além da experiência como comandante dos BVL, presta serviço na ANEPC desde 2006, razões que levaram a tutela a fazer o convite ao operacional lourinhanense.

Com sede indicada para Almeirim, o Comando Regional de Lisboa e Vale do Tejo abrange os municípios dos distritos de Lisboa, Santarém, os municípios de Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal do distrito de Setúbal e o Comando Regional do Alentejo integra os distritos de Beja, Évora e Portalegre e os municípios de Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém e Sines do distrito de Setúbal. O despacho governamental que estabelece as condições de instalação e funcionamento de cinco comandos regionais de emergência e protecção civil, foi publicado em Diário da República em Novembro, dando início ao novo modelo territorial do sistema de protecção civil, no âmbito da nova lei orgânica da ANEPC, que entrou em vigor em Abril de 2019.

Além dos cinco comandos regionais, a lei orgânica da ANEPC estabelece também a criação de 23 comandos sub-regionais de emergência e protecção civil em vez dos actuais comandos distritais de operações e socorro (CDOS), tendo ficado decidido que a entrada em funcionamentos destas duas estruturas seria de forma faseada. “Por forma a agilizar a entrada em funcionamento dos comandos regionais de emergência e protecção civil, salvaguardando a capacidade operacional, a partilha de conhecimentos e o aproveitamento de sinergias, os comandos regionais ficam sediados nas instalações onde funcionam os CDOS (Centros Distritais de Operações de Socorro) respectivos”, refere o despacho. O documento refere também que “transitoriamente, os comandos regionais de emergência e protecção civil partilham as áreas de situação operacional com os CDOS onde se encontram instalados”. A instalação e funcionamento das 23 estruturas sub-regionais, cuja circunscrição territorial corresponde ao território das entidades intermunicipais do continente, e o fim dos CDOS será feito, segundo o despacho, numa “fase posterior”.

Segundo apurou o ALVORADA, foi nomeado pela direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntário da Lourinhã, como comandante-interino, o até agora 2º comandante Vítor Mourato. A nomeação definitiva do comandante dos BVL só deverá ocorrer depois das eleições para os órgãos sociais da associação, que estão agendadas para o próximo dia 15 de Julho.

Texto: ALVORADA
Fotografia: ANEPC