Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Centro de Saúde da Lourinhã vacinou mais este ano contra a gripe e apenas sobram algumas vacinas

Centro de Saude da Lourinha 1

O Centro de Saúde da Lourinhã vacinou este ano, até agora, 3.133 utentes contra a gripe sazonal, mais 45,5% que em 2019, segundo revelou ao ALVORADA a ARSLVT - Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo. Tendo como base os dados fornecidos pelo ACES - Agrupamento dos Centro de Saúde Oeste Sul, ao qual pertence o Centro de Saúde da Lourinhã, no ano passado, o número de inoculações contra a gripe foi de cerca de 1800. “Há ainda uma quantidade muito residual de vacinas que estão a ser administradas a pessoas que cumpram os critérios (..) e que tenham marcação. Estima-se que muito em breve a vacinação contra a gripe termine no Centro de Saúde da Lourinhã”, refere a ARSLVT em resposta a um pedido de informação do nosso jornal.

Segundo este organismo desconcentrado do Ministério da Saúde, este ano, e porque havia a expectativa de haver um número mais elevado de utentes a querer vacinar-se devido à Covid-19, o Centro de Saúde da Lourinhã, através do seu serviço de Enfermagem, que organiza e lidera o processo de vacinação nos Centros de Saúde, estabeleceu uma escala onde participaram os enfermeiros das várias Unidades Funcionais: Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC), Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP), Unidade de Saúde Familiar D. Jordão (USF) e USF São Sebastião, “em local acessível”. O organismo liderado por Luís Pisco esclarece ainda que “nos anos transactos, os profissionais informam e esclarecem os utentes da vantagem da vacinação e incentivam à mesma, mas a adesão não tem sido a desejada”.

Ainda segundo a ARSLVT, “tem sido possível ter dois enfermeiros a vacinar os utentes agendados e alguns que, embora sem agendamento, não se deixou de priorizar pois faziam parte da população-alvo”, adiantando que “só foram vacinados os utentes que estavam dentro dos critérios de vacinação para a vacinação no SNS - Serviço Nacional de Saúde, seguindo as orientações da Direcção-Geral da Saúde”.

Este ano registou-se uma autêntica corrida às vacinas da gripe nas farmácias do concelho da Lourinhã e a procura foi tal que acabou por ficar esgotada em todas. Segundo apurou o ALVORADA, as pré-reservas por parte da população foram muitas mas, com o rateamento do medicamento por parte dos distribuidores, foram muitos os utentes que ficaram por vacinar (mais informação na última edição impressa deste mês do ALVORADA).

Em relação à nossa região, a vacinação contra a gripe no Oeste abrangeu este ano mais quatro mil pessoas por comparação a 2019, informou hoje à agência Lusa a ARSLVT. No Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Oeste Norte, que integra os centros de saúde de Alcobaça, Nazaré, Caldas da Rainha, Óbidos e Peniche, foram vacinadas mais 1.360 pessoas. Já no ACES Oeste Sul, do qual fazem parte os centros de saúde do Cadaval, Lourinhã, Mafra, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, foram vacinadas mais 2.638 pessoas.

O Governo adquiriu este ano mais doses de vacinas, assim como houve mais pessoas a querem vacinar-se para minimizar a gripe, cujos sintomas são semelhantes aos do novo coronavírus, e assim evitar que mais pessoas se deslocassem aos centros de saúde ou urgências hospitalares. Contudo, contra as expectativas criadas na opinião pública, as vacinas acabaram por não chegar para todas as solicitações devido também à elevada procura registada em todos os países europeus.

No ACES Oeste Norte, em 2019, tinham sido vacinadas 25.247 pessoas, número que aumentou este ano para os 26.607, informou a ARSLVT, apesar de os dados deste ano ainda não serem definitivos. No ACES Oeste Sul, receberam a vacina da gripe 24.401 pessoas, em 2019, e 27.039 em 2020.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA (arquivo)