Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

COVID-19: Ministérios da Saúde e Mar articulam com as autarquias medidas para sector das pescas

pescadores

Os Ministérios da Saúde e do Mar estão a articular com as autarquias medidas de prevenção para o sector das pescas que incluem a "possibilidade de testar pescadores" à Covid-19, disse hoje o secretário de Estado da Saúde. "Sabemos que a questão das pescas é sensível, nomeadamente na pesca do cerco e da sardinha, pescas que se aproximam nesta fase. São embarcações onde confluem muita gente em aglomerados", disse António Lacerda Sales.

O governante, que falava na conferência de na conferência de imprensa diária de actualização sobre a pandemia em Portugal, disse que as medidas "estão a ser articuladas" entre o Ministério do Mar, as autarquias locais e o Ministério da Saúde. "Incluem a possibilidade de testar pescadores, nomeadamente em algumas regiões, nomeadamente também pela estratificação do risco e vigilância", disse o secretário de Estado da Saúde, que respondia a uma questão dos jornalistas depois de na semana passada, o ministro do Mar ter admitido, numa audição parlamentar na Comissão de Agricultura e Mar, que o scetor está preocupado com o risco de contágio pela Covid-19. "Apesar de no sector das pescas e na venda de pescado não se terem observado casos de Covid-19, as tripulações estão preocupadas", notou Ricardo Serrão Santos.

O governante admitiu existir "dificuldade a bordo" no que concerne a aplicação de medidas de segurança e de mitigação do risco de contágio, mas garantiu que, dentro do possível, tem sido mantido o distanciamento físico. "A bordo das embarcações há equipamentos de protecção individual [...]. Está em acção um programa de testes de [despiste à] Covid-19 no sector", afirmou Ricardo Serrão Santos, em resposta aos deputados.

Portugal contabiliza 1.175 hoje mortos associados à Covid-19 em 28.132 casos confirmados de infecção, segundo o último boletim diário da Direcção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia. Relativamente ao dia anterior, há mais 12 mortos (+1%) e mais 219 casos de infecção (+0,8%). Das pessoas infectadas, 692 estão hospitalizadas, das quais 103 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados é de 3.182.

Portugal entrou no dia 3 em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em Estado de Emergência desde 19 de Março. Esta nova fase de combate à Covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância activa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: C. A. T. (arquivo)