Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

OesteCIM quer passes ferroviários na Linha do Oeste também a 70 e 80 euros por mês para Lisboa

Linha do Oeste 5 1

A OesteCIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste revelou esta tarde, em comunicado, que se encontra a negociar com a CP e as restantes Comunidades Intermunicipais, no intuito de encontrar soluções mais vantajosas para os utilizadores dos transportes públicos, “alinhando-as com o acordo agora estabelecido para as ligações com a AML - Área Metropolitana de Lisboa” e que foi considerado pela instituição como “um dia histórico para o Oeste”. O esclarecimento da OesteCIM envolve a nova metodologia do PART - Programa de Apoio à Redução Tarifária 2020 que, segundo cálculos desta entidade, entre Janeiro de 2019 e Janeiro de 2020, a poupança anual pode ultrapassar os 1300 euros por pessoa. Os dados mais recentes revelam que cerca de 5000 pessoas deslocam-se diariamente entre o Oeste e AML.

Recordamos que, a partir de 1 de Janeiro, os passes inter-regionais rodoviários que envolvam percursos entre a OesteCIM e Área Metropolitana de Lisboa terão os valores máximos de 70 euros para os passes com origem e/ou destino nos municípios de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, enquanto que será de 80 euros para os passes com origem e/ou destino nos municípios de Alcobaça, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré, Óbidos e Peniche. Estes passes rodoviários são também aplicáveis aos Passes Combinados com Carris e Metro, na Área Metropolitana de Lisboa.

Ainda quanto ao passes ferroviário na Linha do Oeste, tem um custo mensal de 30 euros para o território dos 12 concelhos que pertencem à OesteCIM e um descontou de 30% para os passes inter-regionais que envolvam percursos entre a OesteCIM e a Área Metropolitana de Lisboa ou outras Comunidades Intermunicipais.

Quanto aos passes rodoviários mantém-se o custo mensal de 30 euros para os passes municipais de cada um dos concelhos da OesteCIM e um custo máximo de 40 euros para os passes intermunicipais dentro do território da OesteCIM. Os passes inter-regionais que envolvam percursos entre a OesteCIM e outras Comunidades Intermunicipais, com excepção da Área Metropolitana de Lisboa, terão um desconto de 30%.

Todos os passes (municipais, intermunicipais e inter-regionais) são passes de linha com uma origem e um destino definidos, esclareceu a OesteCIM.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA (arquivo)