Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

GNR inicia esta quarta-feira Operação Verão Seguro com reforço de fiscalização até Setembro

GNR

A Guarda Nacional Republicana (GNR) inicia na quarta-feira em todo o país a ‘Operação Verão Seguro 2022’, com reforço de patrulhamento, apoio e fiscalização, sobretudo em zonas de maior aglomerado de veraneantes e turistas, foi hoje anunciado.

 A operação decorre até 15 de Setembro e abrangerá também os estabelecimentos de diversão ncoturna considerados mais críticos, os principais eixos rodoviários e os locais de festas tradicionais, romarias e eventos de grande dimensão, dando especial ênfase à protecção da natureza e do ambiente.

Esta operação repete-se todos os anos durante o verão, altura em que “é expectável um crescente número de turistas nas zonas na área de responsabilidade territorial da guarda, registando-se assim um aumento substancial de população”, refere aquela força policial, em comunicado.

A GNR acrescenta que irá “empenhar várias valências de reforço, de forma flexível, em acções coordenadas de patrulhamento e de fiscalização, dando especial atenção à vigilância na orla costeira, considerando também praias e locais junto à costa e intensificando as acções de apoio, regulação e fiscalização da circulação rodoviária, sobretudo nas vias de comunicação com maior sinistralidade e volume de tráfego mais intenso”.

Para promover e facilitar o policiamento de proximidade aos turistas e numa conjuntura de cooperação internacional, a guarda irá realizar diversas acções de patrulhamento misto e conjunto, em vários pontos do país com a Guardia Civil espanhola, a Gendarmerie Nationale francesa e a Arma dei Carabinier italiana. Para além do patrulhamento misto, irá garantir atendimento, acolhimento e encaminhamento diferenciado para turistas.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA (arquivo)