Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: Ordem vai fazer louvor público a todos os médicos em Portugal

Ordem dos Medicos 1

O bastonário da Ordem dos Médicos anunciou hoje que vai publicar em Diário da República um louvor público a todos os médicos que em Portugal combateram a pandemia de Covid-19.

O anúncio de Miguel Guimarães foi feito na sessão de encerramento do Congresso Nacional da Ordem dos Médicos, que decorreu no fim-de-semana, em Lisboa.

“Decidi publicar em Diário da República um louvor público a todos os médicos. Acho que este é o momento certo e a Ordem dos Médicos irá fazê-lo, não só pelo trabalho realizado durante a pandemia, mas também por estarem envolvidos num dos maiores esforços nacionais de que há memória: o de continuar a lutar por mais e melhor acesso à saúde para todos os portugueses e até resgatar os doentes que ficaram para trás, o que já está a acontecer em hospitais e ao nível dos cuidados de saúde primários”, disse.

O bastonário defendeu ainda “novas políticas que acompanhem as necessidades de saúde da população e valorizem de forma inequívoca os médicos e os restantes profissionais de saúde”.

Também o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, recordou nesta cerimónia o papel dos médicos no combate à pandemia de Covid-19. “Somos todos testemunhas recentes do passado recente em que todas as nossas certezas e convicções foram postas à prova. Se é verdade que a pandemia mostrou que o futuro pode ser imprevisível, também confirmou quão importantes são a organizações e o planeamento, ancorados no saber, competência e atitude, e como o ser humano tem um inexcedível poder de adaptação”, afirmou.

“Os médicos são um pilar fundamental do sistema e do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, referiu, indicando que os portugueses confiam na “competência” dos médicos portugueses. E prosseguiu: “Os portugueses confiam na vossa competência, na vossa dedicação, como os tempos mais recentes o demonstraram. Este é o tempo do diálogo, da transparência e do compromisso”. Além de agradecer a forma como os médicos se têm entregado à sua missão, António Lacerda Sales garantiu que o Governo, consciente do “muito que há a fazer”, tem “uma estratégia” para tal.

Com o tema ‘Cenários para 2040 - A medicina no tempo pós-Covid-19’, o encontro decorreu na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa e juntou especialistas de diversas áreas que discutiram o que se aprendeu com a pandemia, as macrotendências até 2040, a necessidade de redesenhar os serviços de saúde para melhorar o acesso e a prestação de cuidados e a transformação digital da saúde. Neste encontro foram homenageados o neurocientista António Damásio e a directora-geral da Saúde, Graça Freitas.

Portugal registou, entre 22 e 28 de Março, 70.111 casos de infecção pelo coronavírus SARS-CoV-2, 148 mortes associadas à Covid-19 e um ligeiro aumento de doentes internados, revelou, esta sexta-feira, a Direcção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o boletim epidemiológico semanal da DGS, o número de casos confirmados de infecção desceu 5.169 em relação à semana anterior, registando-se, no entanto, um aumento de oito mortes na comparação entre os dois períodos.

Texto: ALVORADA com agência Lusa