Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

GNR regista 752 acidentes e quatro mortos durante a operação Natal

GNR Brigada Transito 1

A GNR registou 752 acidentes, quatro mortos e 19 feridos graves nos quatro dias da operação de Natal, tendo também contabilizados 72 detenções e mais de 3.400 contraordenações nas acções e fiscalização nas estradas, indicou hoje a corporação.

Em comunicado de balanço da segunda fase da ‘Operação Natal e Ano Novo 2021’, que decorreu entre 23 e 26 de Dezembro, a Guarda Nacional Republicana refere ainda que neste período 248 pessoas sofreram ferimentos ligeiros em consequência dos 752 acidentes.

Neste período de Natal e no âmbito das acções coordenadas de patrulhamento, fiscalização e sensibilização, a GNR deteve 56 pessoas por excesso de álcool ao volante e 16 por condução de veículo sem habilitação legal.

A força de segurança avança que, entre as 3.436 contraordenações registadas durante os quatro dias, 98 foram por excesso de álcool, 949 por excesso de velocidade, 248 por falta de inspeção periódica, 97 pela incorreta ou não utilização do cinto de segurança ou de sistemas de retenção, 74 por utilização do telemóvel durante a condução e 90 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

A GNR realiza até ao dia 2 de Janeiro a ‘Operação Natal e Ano Novo 2021’ com o objectivo de combater a criminalidade e intensificar o patrulhamento rodoviário nas vias de maior tráfego durante este período, bem como contribuindo para o cumprimento das medidas necessárias à contenção da Covid-19 em todo o país.

A terceira fase desta operação, que vai decorrer entre 30 de Dezembro e 2 de Janeiro por ocasião do Ano Novo, a GNR vai manter-se “particularmente atenta aos comportamentos de risco dos condutores”, nomeadamente excesso de velocidade, manobras perigosas, correcta sinalização e execução de manobras de ultrapassagem, mudança de direcção e cedência de passagem, e utilização do telemóvel ao volante.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA (arquivo)