Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: 99% do pessoal docente e não-docente está vacinado revela ‘Task Force’

covid vacinacao local

O pessoal docente e não-docente das escolas está quase todo vacinado, tendo-se atingido esta semana os 99% daqueles profissionais inoculados, disse à Lusa fonte oficial da ‘Task Force’ de vacinação contra a Covid-19.

Em resposta à agência Lusa, a ‘Task Force’ de vacinação avançou que, no final desta semana, atingiu-se os 99% de pessoal docente e não-docente das escolas portuguesas vacinados contra o SARS-CoV-2.

As aulas começam entre 14 e 17 de Setembro, marcando o início de mais um ano lectivo em plena pandemia de Covid-19 e o segundo com regras sanitárias estritas para evitar o contágio nas escolas, incluindo a utilização obrigatória de máscara a partir dos 10 anos e "fortemente recomendada" para os mais novos, a partir do 1.º ciclo.

À semelhança do que aconteceu no ano lectivo passado, quando as escolas reabriram em Abril, repete-se também a realização de rastreios antes do início das aulas, que vão abranger os professores e funcionários de todos os níveis de ensino e os alunos a partir do 3.º ciclo.

Todos as pessoas dos grupos abrangidos serão testadas, independentemente do seu estado vacinal, numa altura em que docentes e não-docentes têm a vacinação completa e 75% dos jovens a partir dos 12 anos já receberam a primeira dose.

O novo referencial da Direcção-Geral da Saúde (DGS), com regras de segurança sanitária para o próximo ano lectivo, foi conhecido em 31 de Agosto, trazendo poucas novidades: além das orientações para o isolamento profilático, que foram flexibilizadas possibilitando que os contactos de baixo risco ou com teste negativo regressem logo à escola, regras como a utilização de máscara, o distanciamento físico e a realização de rastreios serão para manter.

As orientações foram recebidas sem surpresa por parte das famílias, que já antecipavam a manutenção da grande maioria das normas de segurança contra a Covid-19, e compreendem a necessidade de que assim seja.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA (arquivo)