Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Incêndios: Protecção Civil coloca região Oeste em alerta amarelo a partir da meia-noite de sexta-feira

ANPC 2

A Protecção Civil colocou cinco distritos do interior norte, centro e sul em alerta laranja no próximo fim-de-semana, entre sábado e segunda-feira, devido ao risco de incêndio potenciado pelas condições meteorológicas previstas.

De acordo com informação prestada à Lusa pela Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC), os distritos de Bragança, Castelo Branco, Guarda, Portalegre e Faro entram em alerta laranja às 00h00 de sábado e assim permanecem até às 23h59 de segunda-feira.

Os distritos da Guarda e Castelo Branco passam a estar em alerta amarelo já a partir das 00h00 desta quinta-feira.

A partir da meia-noite de sexta-feira juntam-se a este nível de alerta os distritos de Beja, Bragança, Coimbra, Évora, Faro, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal, Vila Real e Viseu, uma situação que se prolonga até às 23h59 de segunda-feira.

Segundo a informação da ANEPC, “devido ao elevado risco de incêndio”, a Protecção Civil determinou um reforço de meios e um pré-posicionamento nas regiões do Algarve, Centro e Norte.

O aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas actividades dependentes da situação meteorológica.

O Grupo de Reforço para Incêndios Florestais (GRIF) do Porto está pré-posicionado em Macedo de Cavaleiros; o GRIF I de Lisboa em Mangualde; o Grupo de Reforço para Ataque Ampliado (GRUATA) I de Lisboa em Castelo Branco; e o GRUATA II de Lisboa em Quarteira. Quanto às equipas da força especial de protecção civil há um pré-posicionamento da equipa de combate a incêndios em Barranco do Velho, Faro; e da equipa de análise e uso do fogo na Base de Apoio Logístico de Quarteira.

Devido à subida de temperatura esperada para os próximos dias e a condições favoráveis à ocorrência e propagação de incêndios florestais, a ANEPC emitiu um aviso à população recordando que no período crítico de risco de incêndio, até 30 de Setembro, vigora um conjunto de proibições, nomeadamente queimadas e queimas sem autorização, o uso de alguma maquinaria agrícola ou o uso de fogo para cozinhar em espaços rurais em locais não autorizados, para além da proibição de fumar ou fazer lume em espaços florestais.

O Primeiro-Ministro, António Costa, apelou hoje para que os portugueses tenham “cuidados acrescidos” na prevenção de incêndios, numa altura em que a meteorologia indica “que os próximos dias serão dias de riscos acrescidos”.

Esta terça-feira, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) indicou que os valores da temperatura máxima em Portugal continental vão subir até ao próximo fim-de-semana, quando devem ultrapassar os 40 graus em algumas regiões do interior, esperando-se também ao longo da semana um agravamento do risco de incêndio. O IPMA espera que as temperaturas mais elevadas sejam registadas no interior norte e centro, assim como no interior do Alentejo e em alguns locais do Algarve. Para o litoral norte e centro é esperada uma subida de temperatura a partir de sexta-feira. A partir das 12h00 de quarta-feira e até às 12h00 de sexta-feira há sete distritos que vão estar sob aviso amarelo devido ao calor: Vila Real, Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja.

Os valores de temperatura elevados devem manter-se até domingo esperando-se que as temperaturas comecem a descer na segunda-feira, dia 16, mas com grande parte do território ainda com valores de temperatura máxima acima dos 30 graus e as regiões do interior de Castelo Branco e do Alentejo com temperaturas máximas acima dos 36 graus.

Texto: ALVORADA com agência Lusa