Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Torres Vedras inaugura obras de requalificação urbana e social orçadas em 5,5 milhões de euros

CM Torres Vedras

O Município de Torres Vedras inaugura no domingo diversas obras de requalificação urbana e de intervenção social na zona norte da cidade, junto ao Museu do Carnaval, representando um investimento de cerca de 5,5 milhões de euros. A autarquia inaugura a empreitada de requalificação urbana e paisagística da zona envolvente ao Centro de Arte e Criatividade, onde está exposto o espólio do Carnaval de Torres Vedras.

A empreitada, iniciada em 2017, está orçada em cerca de 1,5 ME, dos quais 1,2 ME foram financiados por fundos comunitários e 214 mil euros por fundos nacionais. A empreitada englobou o reperfilamento do eixo viário existente, afastando a via do museu e alargando espaços para a criação de zonas de estadia, instalação de acessibilidade sobrelevada, rampa acessível, ciclovia, construção de passeios, instalação de sinalética de pavimento destinada a cegos e amblíopes, criação de lugares de estacionamento e zona de lazer com arvoredo e jardim e estabilização da escarpa.

O Núcleo de Incubação, Social, Artística e Empresarial, orçado em 814 mil euros (financiados em 509 mil euros por fundos comunitários), vai ser também inaugurado.

O município efectuou obras de reabilitação de cinco espaços devolutos, para os transformar num equipamento municipal onde vão funcionar duas residências artísticas e uma incubadora de empresas criativas na área social. O Polo Social e Cultural, com um investimento de 900 mil euros, é outro dos espaços a inaugurar, dispondo de galeria de exposições, espaço polivalente para mostras de artes plásticas e performativas e salas de trabalho destinadas às associações ligadas ao Carnaval. A intervenção englobou a reabilitação de espaços devolutos e de espaço público na envolvente do polo.

A edilidade inaugura também a reabilitação do Miradouro Meia Laranja, com espaço situado no acesso ao Forte de São Vicente com vista sobre a cidade. Orçada em 389 mil euros (298 mil euros provenientes de fundos comunitários), a empreitada incluiu a requalificação de pavimentos e do muro existente, restrição do acesso automóvel com o reordenamento da respectiva área de estacionamento, arborização, instalação de uma pérgula, nova iluminação pública e mobiliário urbano, bem como a requalificação do abrigo do Casal do Choupal e circulação pedonal entre os bairros do Choupal e do Matadouro e da Floresta.

Outra obra a inaugurar é a reabilitação do espaço público envolvente aos bairros da Floresta, Reis e Barreto, com um custo de 437 mil euros, dos quais 363 mil euros foram financiados por fundos comunitários. Após um investimento de 272 mil euros (215 mil euros provenientes de fundos comunitários), a autarquia reabilitou uma antiga habitação, dotando-a de salas multiúsos, de apoio ao estudo e biblioteca, para acolher o projecto de intervenção comunitária ‘Somos Comunidade’, uma parceria com o Académico de Torres Vedras em que se procura a inclusão social de pessoas desfavorecidas através das artes.

O município reabilitou e vai inaugurar ainda outro edifício devoluto para o projecto social ‘Porta do Bairro’, uma parceria com o Centro Social e Paroquial de Torres Vedras. Um espaço aberto à comunidade, com programação cultural, recreativa e acções de apoio social, no qual foram investidos 367 mil euros, dos quais 312 mil euros financiados por fundos comunitários.

Após investimento de 933 mil euros (766 mil euros de fundos comunitários) na requalificação de edificado, a autarquia vai também inaugurar a fase 2 do Programa Municipal de Habitação, constituído por 10 fogos de habitação social.

Texto: ALVORADA com agência Lusa