Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

'Academia Art&Cultura' dá a conhecer Politécnico de Leiria e oferta cultural da região a alunos de todo o país

IPL

 

A segunda edição da 'Academia Art&Cultura - Ligações Criativas', promovida pela Forum Estudante em parceria com o Politécnico de Leiria vai dar a conhecer a arte e cultura que caracterizam a região de Leiria, em particular os municípios de Óbidos, Caldas da Rainha, Batalha e Leiria, assim como a oferta formativa desta instituição de ensino superior. A iniciativa decorre entre os dias 25 e 29 de Julho e conta com a participação de 50 jovens alunos do ensino secundário e profissional, provenientes de vários pontos do país, recebidos ontem na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS).

A academia inclui actividades e visitas a diversas atracções e referências culturais, artísticas e patrimoniais da região, entre as quais uma visita ao Castelo de Leiria, e ao M|I|MO - Museu da Imagem em Movimento, além da realização de um percurso pela Leiria do romance de Eça de Queirós, 'O Crime do Padre Amaro', feito com actores, uma visita encenada ao Mosteiro da Batalha, além das grutas da região, passando pelo Museu Malhoa, Museu da Cerâmica, Museu António Duarte e Leopoldo de Almeida, Vila e Lagoa de Óbidos entre outros destinos.  A ligação da arte e cultura com o mundo académico e institucional contará ainda com uma visita à Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR) do Politécnico de Leiria.

Gonçalo Gil, director geral da Forum Estudante referiu na sessão de abertura e boas-vindas aos alunos, realizada hoje na cantina da ESECS do Politécnico de Leiria, que "esta é uma região que tem muito para oferecer, e com esta iniciativa queremos dar a conhecer a arte e cultura da região e a oferta formativa do Politécnico de Leiria a estes 50 estudantes, ao longo dos próximos cinco dias". O representante da Forum Estudante referiu que nesta segunda edição foi possível duplicar o número de alunos participantes na primeira edição, condicionada pelas restrições impostas em contexto de pandemia.

"Vai ser uma semana intensa de conhecimento das nossas instituições culturais, mas também do nosso património edificado e natural. A prioridade é dada à mediação num contexto de duração das visitas e experiências", antecipou Samuel Rama, pró-presidente do Politécnico de Leiria para a área da Cultura e Bibliotecas, recomendando aos alunos que "fruam e que façam as perguntas que entenderem a propósito do que estão a ver e a ouvir", um apelo reforçado por Pedro Morouço, director da ESECS: "ponham a vergonha de lado, assumam as vossas dúvidas como um processo natural para adquirir mais conhecimento".

Para o director da ESECS, "não podia haver melhor sítio para terem esta semana", destacando a centralidade e a vasta oferta formativa do Politécnico de Leiria, que "tenta trazer esta iniciativa no seu domínio transversal, naquilo que são as soft skills, para a criação da pessoa do futuro".

Já Maria Dixe, subdirectora da Escola Superior de Saúde (ESSLei) do Politécnico de Leiria, recomendou aos alunos que aproveitassem "esta região muito bonita, não só em termos de ambiente, como em termos de cultura. Aproveitem também para estabelecer laços de amizade e o facto de estarem com colegas de várias zonas do país, com perspectivas diferentes daquilo que querem para o futuro", uma recomendação partilhada por Marta Caetano, subdirectora da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM), localizada em Peniche: "espero que estabeleçam relações entre vocês que vos permitam tornarem-se pessoas cada vez mais criativas e que esta seja uma oportunidade inesquecíve".

Texto: ALVORADA