Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Autarcas em Bruxelas acreditam na aprovação da futura NUT do Oeste, Lezíria do Tejo e Médio Tejo

NUT Oeste 17052022

Os líderes das Comunidades Intermunicipais do Oeste, da Lezíria do Tejo e do Médio Tejo saem de Bruxelas com a convicção de que está no bom caminho a aprovação, pela Comissão Europeia, da criação de uma nova NUT II (Nomenclatura de Unidade Territorial), que abarque o território das actuais NUT III que abrangem os 36 concelhos. É este o estado de espírito que os autarcas manifestaram aos jornalistas durante a visita de três dias aos serviços da Comissão Europeia, entre esta segunda e quarta-feira, realizada pelo Europe Direct Oeste, Lezíria e Médio Tejo. Os autarcas Pedro Folgado (Oeste), Pedro Ribeiro (Lezíria do Tejo) e Anabela Freitas (Médio Tejo) consideram que este passo irá reforçar a capacidade mobilizadora e empreendedora destes territórios, passos decisivos prosseguir com o desenvolvimento regional através do aproveitamento dos fundos europeus.

A criação de uma nova NUT II para no Oeste, Lezíria e Médio Tejo é importante para estas regiões, uma vez que são as unidades territoriais para fins estatísticos no nosso país que servem de base para a distribuição e aplicação de fundos comunitários. Neste caso, a criação desta nova NUT apenas terá implicações a partir de 2027, para o novo Quadro Comunitário de Apoio que sucederá ao actual 2030.

Recorde-se que, sobre esta matéria, o Primeiro-Ministro António Costa apoiou esta pretensão dos autarcas no congresso da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, depois da Assembleia da República ter também aprovado, por unanimidade, uma recomendação nesse sentido.

A comitiva que regressa esta quarta-feira da capital belga integra, para além de autarcas (Alenquer, Óbidos, Peniche, Almeirim e Tomar), colaboradores das três CIM’s e de diversos municípios, Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar, associações de juventude que trabalham em projectos cofinanciados pela União Europeia e, ainda, alguns órgãos de informação regionais, entre os quais o ALVORADA.

O programa desta deslocação realizou-se a convite da Comissão Europeia e incluiu sessões com diversos temas da actualidade, como os desafios da guerra na Ucrânia e a desinformação, segundo as autoridades comunitárias; a apresentação do programa CERV - Citizens, Equality, Rights & Values’; Eramus+, Juventude, Corpo Europeu de Solidariedade e Ano Europeu da Juventude; a Política de Coesão da União Europeia; e o Programa Horizonte Europa e oportunidade de financiamento. O programa incluiu ainda contactos com as eurodeputadas Margarida Marques (PS) e Maria da Graça Carvalho (PSD), visita à Casa da História Europeia, sala de imprensa da Comissão Europeia e ao Comité das Regiões.

Notícia desenvolvida na próxima edição impressa do ALVORADA. 

Texto e fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA, em Bruxelas (Bélgica)