Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Organizações agrícolas promovem caravana de tratores da Lourinhã a Caldas para alertar para problemas do sector

tratores

A AIHO - Associação Interprofissional de Horticultura do Oeste organiza uma marcha lenta em defesa do sector agrícola no próximo dia 18, quarta-feira, em conjunto com a Louricoop - Cooperativa de Apoio e Serviços do Concelho de Lourinhã, C.R.L., a ACL - Adega Cooperativa da Lourinhã e com a Coopeniche - Cooperativa Agrícola De Peniche, CRL.

Num comunicado enviado ao ALVORADA, Renato Gouveia, da AIHO, explica que os objectivos desta acção passam pela “sensibilização da opinião pública para a real situação do sector e fortalecer os representantes para as negociações de apoios e soluções para o sector” hortofrutícola.

Estão convidados a participar, com trator agrícola, todos os agricultores que queiram juntar-se a esta iniciativa. “Esta manifestação do sector agrícola, nomeadamente da região Oeste, pretende ser ordenada e pacífica”, esclarece o dirigente da AIHO.

A marcha lenta de tratores tem início na Lourinhã e terminará nas Caldas da Rainha, passando ainda pelos concelhos de Peniche e de Óbidos. A concentração está marcada para as 7h30 no Largo da Feira da Lourinhã, prosseguindo a caravana para Atouguia da Baleia, onde é esperada na vila penichense às 9h00, junto ao Centro de Saúde. O cortejo partirá seguidamente para Óbidos, estando prevista a passagem pelas 11h00, de onde seguirá para as Caldas da Rainha, onde está prevista a chegada às 12h00 à Delegação do Oeste da DRAPLVT - Direcção regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Sofia de Medeiros/ALVORADA (arquivo)