Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Projecto ‘Flâneur ao Centro’ leva a arte ao espaço público dos concelhos da Lourinhã, Bombarral, Torres Vedras e Leiria

flaneurlourinha

Entre os meses de Abril e Julho os concelhos da Lourinhã, Bombarral, Torres Vedras e Leiria serão palcos vivos de arte que convidam à descoberta do território no espaço público através do projecto ‘Flâneur ao Centro’, que conta com o apoio da Rede Cultura 2027.

A proposta de intervenção artística no espaço público foi desenhada e coordenada pela Procur.arte, em parceria com os municípios mencionados e convida a visitar exposições de fotografia nas ruas e praças. O projecto, que estabeleceu uma parceria estratégica com a Rede Cultura 2027 e o Turismo do Centro, arranca com a primeira mostra em Leiria, de 9 de Abril a 1 de Maio, no Largo Papa Paulo VI.

Seguem-se Bombarral, de 7 a 29 de Maio, na Praça do Município, Lourinhã, de 4 a 26 Junho, na Praça José Máximo da Costa, e Torres Vedras (Santa Cruz), de 2 a 24 Julho, no Largo Jaime Baptista da Costa.

Segundo Nuno Ricou Salgado, da Procur.arte, este projecto “desafia os artistas a criarem novas leituras sobre este território, tendo como ponto de partida o conceito de flâneur e como contexto físico esta região enquanto caleidoscópio social em constante mutação. O objectivo é, a partir da criação artística e da fotografia, promover uma leitura contemporânea do território”.

Como refere a organização do evento, ‘Flâneur ao Centro’ é livremente inspirado na obra e percurso do arquitecto Ernesto Korrodi, que, a partir de Leiria, realizou várias obras em Portugal continental. De origem suíça, naturalizou-se português, foi pioneiro da Art Noveau e recebeu dois Prémios Valmor. Para além dos seus estudos sobre o património, desenhou edifícios públicos, casas, quintas e teatros na região.

A fauna e flora caraterísticas da região (uva, pêra, maçãs, figos, etc) estão presentes em toda a sua obra, tanto na cantaria como no trabalho do ferro e mobiliário. Tendo como inspiração o espírito deambulante de Ernesto Korrodi, foram convidados os artistas Catarina Botelho, Fábio Cunha, Joshua Phillips e Róisín White a reler a região e a redescobrir este território.

Texto: ALVORADA