Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Legislativas: Duarte Pacheco, líder do PSD/Oeste, é quinto na lista de deputados por Lisboa

Duarte Pacheco

Duarte Pacheco, presidente do PSD/Área Oeste, vai surgir no quinto lugar da lista de candidatos a deputados do partido pelo Círculo Eleitoral de Lisboa, avança a agência Lusa. Figurando num lugar claramente elegível, uma vez que em 2019 os sociais-democratas elegeram 12 deputados, o líder oestino laranja e actual deputado vai cumprir a décima legislatura na Assembleia da República.

O Conselho Nacional do PSD está reunido desde cerca das 22h00, em Évora, para aprovar as listas de candidatos a deputados às legislativas de 30 de Janeiro. O deputado Ricardo Baptista Leite, vice-presidente da comissão política nacional, será o cabeça-de-lista do partido por Lisboa, surgindo o secretário-geral do PSD, José Silvano, como número dois, a vice-presidente Isabel Meirelles surge em terceiro, enquanto o presidente do Conselho Estratégico Nacional, Joaquim Sarmento, será o quarto. Também Paula Reis, membro do Conselho Nacional de Jurisdição, Lina Lopes, presidente das Mulheres Sociais-Democratas, ou Pedro Roque, líder dos Trabalhadores Sociais-Democratas, foram indicados pela direção em sexto, sétimo e oitavos lugares, respectivamente. Em décimo lugar, surge o líder da Juventude Social Democrata, Alexandre Poço, que também teve um reforço de indicação por parte da distrital de Lisboa, embora o primeiro nome proposto por esta estrutura, Rodrigo Gonçalves, apareça apenas em 17.º lugar, que não deverá ser elegível. Das propostas de Lisboa, caíram - pelo menos dos nomes elegíveis - os actuais deputados Carlos Silva e Sandra Pereira.

Duarte Pacheco tem 56 anos e, nesta legislatura que chegou ao fim, foi vice-coordenador das Finanças Públicas e integrou as comissões parlamentares de Orçamento e Finanças (onde foi coordenador do grupo parlamentar) Coordenador, Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas. Licenciado em Economia e com Mestrado em Estudos Europeus.

Foi novamente, neste mandato, secretário da Mesa da Assembleia da República e nas últimas eleições autárquicas aceitou ser o cabeça-de-lista à presidência da Câmara Municipal de Torres Vedras, onde conseguiu apenas 18,27%, tendo o partido perdido um vereador - elegeu dois - em relação a 2017 e desceu de segunda para terceira força política no executivo camarário.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA (arquivo)