Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Oeste: três dos nove detidos por tráfico de droga e posse de armas em cinco concelhos ficaram em prisão preventiva

GNR Leiria Apreensao oeste

Do grupo de oito homens e uma mulher detidos pela GNR em flagrante por tráfico de estupefacientes e posse de armas proibidas em cinco concelhos da região do Oeste, três ficaram em prisão preventiva por decisão do juiz de instrução criminal do Tribunal Judicial de Leiria. Os restantes seis arguidos ficam com a medida de coação mais leve decretada pelo tribunal, o Termo de Identidade e de Residência.

Tal como o ALVORADA noticiou anteriormente, os nove suspeitos, com idades compreendidas entre os 22 e os 35 anos, foram detidos na última quinta-feira, no âmbito de uma investigação que decorria desde Outubro de 2020 e que incidiu numa rede de tráfico de produtos estupefacientes a operar nos concelhos de Alcobaça, Caldas da Rainha, Lourinhã, Óbidos e Peniche.

Em comunicado, a GNR explica que, durante a investigação desenvolvida pelo Núcleo de Investigação Criminal das Caldas da Rainha da GNR, os militares apuraram que “os suspeitos actuavam de forma organizada e hierarquizada, vendendo os estupefacientes” sobretudo nos concelhos de Alcobaça, Caldas da Rainha, Óbidos e Peniche.

No decorrer da operação, a GNR deu cumprimento a 35 mandados de busca, 20 domiciliárias e 15 em veículos, que resultaram na apreensão de 1.536 doses de canábis; 15 doses de cocaína; quatro doses de MDMA; três veículos; uma soqueira; uma arma elétrica (‘taser’); nove telemóveis; sete balanças digitais; quatro munições de calibre 6,35 milímetros; dois computadores portáteis; duas máquinas de selagem a vácuo; duas estufas de produção de canábis e respetivo equipamento; uma prensa de pólen de haxixe; diverso material usado no acondicionamento do produto estupefaciente e 9.380 euros em numerário.

Foram ainda identificadas pelas autoridades e constituídas arguidas mais três pessoas, por tráfico de estupefacientes. Refere ainda o comunicado da GNR que os detidos “têm antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza”.

Esta operação policial da GNR contou com o reforço dos postos territoriais de São Martinho do Porto, Caldas da Rainha, Óbidos e Peniche, do Núcleo de Protceção Ambiental das Caldas da Rainha, da Equipa de Investigação Criminal do Comando Territorial de Leiria, do Comando Territorial de Lisboa, do Grupo de Intervenção Cinotécnica e do Grupo de Intervenção de Operações Especiais da Unidade de Intervenção.

Texto: ALVORADA
Fotografia: GNR