Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: Câmara de Torres Vedras vai pedir encerramento das escolas ao Ministério da Educação

Protecao Civil de Torres Vedras

A Câmara de Torres Vedras vai pedir ao Ministério da Educação o encerramento das escolas do terceiro ciclo e ensino secundário do concelho devido à evolução da pandemia de Covid-19, disse hoje o presidente da autarquia.

“Estamos a trabalhar com os agrupamentos e com o delegado de saúde no sentido de termos uma justificação técnico-científica para o encerramento das escolas do 7.º ao 12.º ano para submeter a proposta ao Ministério da Educação”, afirmou Carlos Bernardes aos jornalistas, à margem de uma visita do secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, à unidade de Torres Vedras do CHO - Centro Hospitalar do Oeste.

Apesar de não divulgar dados do número de infectados nas escolas do concelho, o autarca adiantou que estão em isolamento 49 das 503 turmas existentes no município. “Cada vez mais há contágios na comunidade jovem e temos de superar a dificuldade, o que passa pelo encerramento das escolas destes níveis de ensino”, defendeu.

Trata-se do segundo município do Oeste a pedir o encerramento das escolas, a seguir a Óbidos, que manifestou ao início da tarde a mesma posição que já fez chegar ao Governo.

Desde o início da pandemia, o concelho de Torres Vedras contabiliza 3.410 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus, dos quais 1.020 estão activos, 2.339 recuperaram e 51 morreram, segundo o último boletim epidemiológico revelado pela edilidade. Trata-se presentemente do concelho oestino com maior número de casos activos.

Em Portugal, morreram 9.246 pessoas dos 566.958 casos de infecção confirmados do novo coronavírus, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Texto: ALVORADA com agência Lusa