Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: Surto num lar do concelho do Cadaval detecta 32 casos positivos

covid 19 1320x420

O concelho do Cadaval regista presentemente um surto de Covid-19 num lar de idosos da freguesia de Alguber, tendo testado positivo 32 pessoas da ERPI (estrutura residencial para pessoas idosas), anunciou a Câmara Municipal em comunicado. Deste grupo de doentes infectados fazem parte 23 utentes e nove funcionários.

“Um surto de dimensão elevada foi hoje registado no concelho, fazendo com que o número de casos activos tenha passado de seis para 41 infecções, segundo nos informou a autoridade de saúde de âmbito local”, informa a edilidade cadavalense, que afirma estar perante “um surto de elevada dimensão”. Ainda segundo a autarquia, os inquéritos levados a cabo pela Autoridade Local de Saúde, “fruto de alguns casos inicialmente verificados”, levaram à realização de uma testagem massiva neste lar, envolvendo os utentes e os profissionais.

A este surto, acrescem mais sete infecções registadas na comunidade local, o que, a somar às seis infecções pré-existentes no concelho, totaliza 41 casos actualmente ativos.

“O protocolo de actuação nestas situações está já em marcha, sendo que todos os casos identificados estão já em condição de isolamento. A monitorização está a ser feita por parte da Autoridade de Saúde pública, contando com a colaboração activa da Proteção Civil Municipal, Segurança Social e Junta de Freguesia de Alguber”, esclarece ainda a Câmara Municipal do Cadaval.

O presidente do executivo camarário José Bernardo Nunes afirmou à agência Lusa que baseando-se na investigação das autoridades de saúde, concluiu-se que o surto foi causado por uma festa de aniversário: quatro jovens foram contagiados e infectaram familiares, alguns dos quais trabalham no lar.

Este concelho oestino sobe assim de 63 para 98 ocorrências registadas desde o início da pandemia, numa variação de 35 novos casos. “Dada a subida drástica ocorrida na situação epidemiológica concelhia, tornou-se necessário referenciar, publicamente, o local do mesmo surto”, justifica a autarquia, acrescentando que “importa, mais do que nunca, evitar convívios sociais de âmbito lúdico (festas e situações similares), que envolvam contacto próximo entre várias pessoas. A investigação levada a cabo pela autoridade de saúde conclui que o dito surto poderá ter resultado, precisamente, de uma situação deste tipo”.

A edilidade lembra ainda que, declarado o Estado de Calamidade, os ajuntamentos estão limitados, por parte do Governo, a um máximo de cinco pessoas, em situações de natureza pública. “No entanto, também em contextos de natureza privada deve esse comportamento preventivo ser mantido, sabendo que podemos estar a colocar em risco vidas humanas! Mantenhamos, todavia, a serenidade, dado tratar-se de uma situação que está a ser devidamente acompanhada, mas, por favor, não se descuide!”, alerta o esclarecimento público.

Texto: ALVORADA com agência Lusa.