Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Legislativas: Mais de 700 eleitores votaram antecipadamente na Lourinhã

eleicoes legislativas 2022 1

Votaram este domingo antecipadamente na Lourinhã para as eleições legislativas 762 dos 810 eleitores inscritos. Destes, dos 335 recenseados no concelho, votaram 515, segundo informou ao ALVORADA uma fonte da Câmara Municipal da Lourinhã. O voto antecipado realizar-se entre 8h00 e as 19h00 na Antiga Escola Básica Nº1 da Lourinhã, na Rua António Maria Roque Delgado. A autarquia definiu três secções de voto com 15 membros de mesa.

A Câmara Municipal da Lourinhã referiu ao nosso jornal que neste contexto de pandemia e à semelhança dos dois actos eleitorais anteriores, foram implementadas “todas as medidas de segurança sanitária previstas na lei, quer para protecção dos membros de mesa quer para protecção dos cidadãos”.

Mais de 315 mil eleitores inscreveram-se em todo o país para votar antecipadamente para as legislativas e puderam fazer as suas escolhas, com as autoridades de saúde a recomendar cuidados como usar máscara cirúrgica e usar a própria caneta. A utilização de máscara cirúrgica ou máscara FFP2, a desinfecção das mãos, manter o "afastamento recomendado" enquanto se aguardava a vez de votar e usar uma caneta própria para votar foram algumas das medidas recomendadas pela Direcção-Geral de Saúde para evitar o contágio pelo SARS-CoV-2.

Os eleitores recenseados no território nacional puderam inscrever-se para votar antecipadamente numa mesa de voto à sua escolha, no continente ou nas Regiões Autónomas, exercendo o seu direito uma semana antes do dia da eleição, 30 de Janeiro. Independentemente do local em que depositou o seu voto, este contará sempre para o círculo onde o eleitor está recenseado.

Depois de se identificar perante o presidente da mesa, o eleitor recebeu um boletim de voto e dois envelopes, um branco e um azul. O boletim foi colocado no envelope branco e este no envelope azul, que foi selado com uma vinheta de segurança. O eleitor recebeu um duplicado da vinheta colocada no envelope azul, que serve de comprovativo do exercício do direito de voto.

De acordo com dados do Ministério da Administração Interna (MAI), inscreveram-se mais de 315 mil eleitores nesta modalidade, um número que ficou abaixo das expectativas do Governo, que desenhou uma logística para que cerca de um milhão de portugueses pudesse votar no próximo domingo. Quem se inscreveu e não pôde votar poderá ainda fazê-lo no dia 30.

Nas anteriores legislativas, em 2019, mais de 50.000 eleitores votaram antecipadamente, uma semana antes das eleições, enquanto nas presidenciais de 2021, já durante a pandemia de Covid-19, 197.903 portugueses exerceram o seu direito uma semana antes da data do acto eleitoral.

Mais de 10 milhões de eleitores residentes em Portugal e no estrangeiro constam dos cadernos eleitorais para a escolha dos 230 deputados à Assembleia da República.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Sofia de Medeiros/ALVORADA