Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Autárquicas-Lourinhã: Comissão Política do PSD segue recomendação nacional do partido e pede assembleia de militantes

PSD Lourinha IV

A Comissão Política do PSD da Lourinhã decidiu pedir à Mesa de Secção a convocação de uma assembleia de militantes, para dar cumprimento ao pedido do CJN - Conselho de Jurisdição Nacional do PSD, que decidiu por unanimidade que a Comissão Política do PSD/Oeste não teve legitimidade para avocar o processo autárquico concelhio e que, por isso, devem ser ouvidos os militantes lourinhanenses quanto à escolha do candidato à Câmara Municipal da Lourinhã.

O recém-eleito presidente da concelhia social-democrata, Sérgio Fontes, confirmou ao ALVORADA que, após ter recebido a deliberação do CJN, esta quinta-feira à tarde, entrou em contacto com a também recém-eleita presidente da assembleia de militantes, Teresa Faria de Sousa, que irá convocar rapidamente uma reunião deste órgão.

Recorde-se que a ex-presidente da comissão política do PSD/Lourinhã, Mafalda de Taborda Lourenço, discordou da decisão do líder da distrital, Duarte Pacheco, de avocar para este órgão a decisão da escolha do candidato autárquico Orlando Carvalho, que foi homologada posteriormente pela Comissão Política Nacional presidida por Rui Rio. Para além de ter apresentado demissão do cargo partidário, a ex-líder do PSD/Lourinhã apresentou queixa à CJN, que aceitou parte dos argumentos e decidiu mandar o dossiê para a estrutura concelhia para ratificar a candidatura “que já se encontra anunciada” ou, em alternativa, propor “um novo nome e novas listas para aprovação por parte da Comissão Política Distrital e homologação por parte da Comissão Política Nacional”.

Contudo, esta decisão do CJN em nada irá alterar, na prática, o que já está no terreno. Sérgio Fontes confirmou ao ALVORADA que “é nossa intenção reafirmar a ratificação da candidatura do Dr. Orlando Carvalho, que já estava anunciada e continuar a trabalhar responsavelmente, na definição, organização e composição das listas no processo autárquico de 2021”.

O CJN do PSD indeferiu, por outro lado, o pedido de anulação das decisões tomadas de três reuniões da Comissão Política Distrital do PSD Área Oeste, referentes à escolha do candidato à Câmara Municipal da Lourinhã, bem como decidiu arquivar os pedidos de instauração de processo disciplinar aos militantes Duarte Pacheco e Hernâni Santos, presidente e vice-presidente da distrital, que constavam na queixa apresentada por Mafalda de Taborda Lourenço.

Texto: ALVORADA