Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

OPL 2020: Município da Lourinhã já anunciou os três projectos vencedores

OPL 2020

São já conhecidos os vencedores da edição do Orçamento Participativo da Lourinhã 2020. Segundo os resultados finais das votações divulgados esta tarde pelo Município da Lourinhã, no patamar de investimento público mais alto (30 mil euros) ganhou a proposta 23 - ‘Digitalizar e disponibilizar à comunidade 600 anos de arquivo da Santa Casa da Misericórdia da Lourinhã’, um projecto que, segundo os proponentes. Do segundo patamar mais elevado (20 mil euros) sagrou-se vencedora a proposta 11 - Miradouro de Pena Seca’, enquanto que, no terceiro patamar (até 15 mil euros), venceu a proposta 17 - ‘Parque Infantil de Toledo’. A divulgação oficial dos resultados ocorreu um dia mais cedo do que tinha sido inicialmente anunciado pela Câmara Municipal da Lourinhã.

Segundo a edilidade lourinhanense, os 15 projectos que estiveram a votação pública ao longo de 45 dias obtiveram um total de 2868 votos, que resultaram nestes três projectos mais votados, num total de investimento que ascende a 64.998 euros. O valor definido pelo Município da Lourinhã para o OPL deste ano foi de 75 mil euros, distribuídos pelos quatro patamares orçamentais. Recorde-se que o primeiro nível (até 10 mil euros) não recebeu propostas. Foram recebidas 23 propostas que, após análise técnica, foram reduzidas a 15 que passaram para a fase seguinte, de acordo com o regulamento oficial. Dois dos projectos vencedores abrangem o espaço público e o terceiro a área cultural.

Em comunicado enviado ao ALVORADA, a autarquia recorda que “decorrente da pandemia por Covid-19, não foi possível realizarmos as habituais sessões informativas e promocionais, o que significa que toda a divulgação dos projectos foi feita através dos canais da Câmara Municipal, dos órgãos de comunicação social, a quem, desde já, muito agradecemos toda a colaboração e, finalmente, através do ‘passa-palavra’ dos proponentes, que sempre manifestaram um enorme empenho e espírito cívico”. A votação decorreu até ao dia de ontem.

No patamar de 10.001 a 15.000 euros, que recolheu 614 votos, a votação final dos projectos foi a seguinte: 1º ‘Parque Infantil de Toledo’ (296), 2º ‘Pelos Caminhos da Pena Seca’ (269) e 3º ‘Parque Patudo’ (49). No patamar de 15.001 a 20.000 euros, que contou com 509 votos, a classificação final foi a seguinte: 1º ‘Miradouro da Pena Seca’ (242), 2º ‘Sala do Futuro’ (115), 3º Praia Activa (86) e 4º Ecobike (66). Finalmente, no patamar ‘Associativismo’ (até 30 mil euros), que recebeu 1745 votos, foi esta a classificação final: 1º Digitalizar e Disponibilizar à Comunidade 600 anos de Arquivo da Santa Casa da Misericórdia da Lourinhã (483); 2º Estrutura Médica e de Socorro de Campanha (380), 3º Requalificação do Parque Infantil de Nadrupe (379), 4º Associação +Acessível (369), 5º O Museu vai à Escola (57), 6º Geologia Com(vida) (36), 7º Cantinho das Artes (28) e 8º Património Acessível, Património de Todos (13).

A concretização do projecto ‘Digitalizar e disponibilizar à comunidade 600 anos de arquivo da Santa Casa da Misericórdia da Lourinhã’ vai permitir a preservação, digitalização e disponibilização à comunidade, do maior, mais antigo e completo fundo documental da nossa terra - o acervo da Santa da Misericórdia da Lourinhã - cuja génese se inscreve na antiga Gafaria de Santo André (Leprosaria) e na Albergaria do Corpo de Deus (Hospital) do nosso concelho. Pelos documentos foi possível aferir, por exemplo, que a Confraria de Santa Margarida é das mais antigas do concelho, que em 1649 um escravo de nome Alexandre herdou uma capela, ou que a leprosaria se situava fora dos limites da vila, no caminho para Ribamar. "A salvaguarda e partilha dos mais de 2000 documentos antigos - deste o século XV e até meados do século XX - é uma oportunidade única de lourinhanenses e académicos desvendarem factos inéditos e de grande relevância para a história local e nacional, bem como conhecer a história e o valor da nossa gente", acreditam os promotores deste projecto.

As obras no Miradouro de Pena Seca’, orçadas em 20 mil euros, vão permitir o arranjo deste ponto específico da aldeia, que inclui a colocação de mesas de piquenique e de outros arranjos de forma a que “as pessoas possam desfrutar da vista daquele local”.

Já quanto ao Parque Infantil de Toledo, cujo projecto de melhoramentos atinge os 14.998 euros, vai incluir a renovação do equipamento público desta aldeia.

Recorde-se que face à conjuntura que o país vive, tinha sido alargado o prazo de apresentação de propostas até 30 de Abril, permitindo aos cidadãos interessados aproveitarem a fase de isolamento social “para pensarem num projecto para o concelho”. Todos os interessados puderam votar nas propostas, através do envio gratuito de SMS, na plataforma electrónica do OPL ou presencialmente no edifício dos Paços do Município da Lourinhã.

Relativamente aos projectos das edições anteriores, a autarquia revelou em Maio que “continua a desenvolver procedimentos e intervenções no espaço público, com o objectivo de concluir algumas das intervenções até ao final do presente ano, apesar de todos os constrangimentos que a actual situação impõe”.

Nota da Redacção: artigo rectificado às 10h45 do dia 1/9/2020 com a descrição correcta do projecto da SCML.

Texto: ALVORADA