Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Lourinhã com plano de desconfinamento progressivo e gradual a partir de 1 de Julho

Proteccao Civil Lourinha 1

A implementação de um plano de desconfinamento progressivo e gradual, a implementar a partir de 1 de Julho, foi hoje decidido pela CMPC - Comissão Municipal de Protecção Civil da Lourinhã, que esteve reunida nos Paços do Município, numa reunião presidida pelo presidente do executivo camarário, João Duarte Carvalho.

Nesta sessão foi também deliberado manter-se encerrados ao público os parques infantis e as restantes infraestruturas municipais que ainda não abriram, segundo refere um comunicado da autarquia enviado ao ALVORADA. Foi igualmente debatido neste encontro o plano de contenção de feiras e mercados, assim como os casos infectados e metodologias de monitorização activa no território. Para a próxima segunda-feira está agendada uma reunião da CMPC “para analisar especificamente o início da época balnear no concelho”.

Recorde-se que, no âmbito da pandemia, o primeiro doente de Covid-19 no nosso concelho foi registado a 25 de Março e, até esta semaa, tinham sido registados 23 casos, dos quais estão 12 estão activos e com acompanhamento por parte das autoridades, e, ainda, 10 doentes curados. O último boletim do Controlo da Situação Epidemiológica fornecido pela Delegada de Saúde ao Município da Lourinhã dava conta da inexistência de pessoas em vigilância passiva, estavam 38 pessoas em confinamento obrigatório/vigilância activa (seguidos pela Autoridade de Saúde), 11 em vigilância sobreactiva (efectuada pelos Médicos de Medicina Geral e Familiar) e 47 em isolamento. Não havia ninguém a aguardar o resultado das análises laboratoriais e tinham sido emitidos 108 certificados de isolamento profiláctico. Até agora registaram-se no concelho 23 casos confirmados. Os dados fornecidos à autarquia não especificam a distribuição por freguesia dos casos positivos.

Segundo assegurou ao ALVORADA o vereador João Serra, responsável pela Protecção Civil, “não temos nenhum foco de infecção e os casos existentes não estão relacionados entre si”. O autarca garante que “o denominador comum é que são todos casos são importados de outros concelhos e resultam do contexto profissional”

Desde que teve início ao processo gradual de desconfinamento decidido pelo Governo, a 4 de Maio, o concelho da Lourinhã passou de 2 pra 12 casos positivos, ou seja, um aumento de 10 doentes. Contudo, estes dados eram expectáveis para as autoridades. “Continuamos a manter a confiança nas pessoas que continuam a ter atitudes proactivas para evitar o contágio. Não há registos de festas e de grandes alaridos e não temos tido conhecimento de casos anómalos”, precisou João Serra ao nosso jornal.

Recorde-se que continua activa uma rede de Centros de Doentes de Acolhimento de Doentes Não Urgentes, constituído por 117 camas e localizados nos pavilhões desportivos da Lourinhã (Hóquei Clube da Lourinhã), São Bartolomeu dos Galegos e Pregança. Continua ainda reservado pela autarquia um conjunto de quartos na Casa do Oeste, em Ribamar, para qualquer eventualidade. Até agora não houve necessidade de utilizar nenhum destes recursos.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA (arquivo)