Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Autarcas de Peniche defendem aumento das capturas da sardinha para este ano

pescadores

A Assembleia Municipal de Peniche aprovou por unanimidade uma moção que defende o aumento de capturas de sardinha acima das 15 mil toneladas para este ano para os pescadores portugueses e espanhóis. Através desta moção, os deputados municipais colocam-se “ao lado do sector e reforçam as suas reivindicações, considerando a sua importância estratégica para Peniche”, refere a moção. A posição assenta nos argumentos que os armadores têm vindo a sustentar, nomeadamente o aumento do ‘stock’ da sardinha. Apresentado pela bancada da CDU, o documento recorda que o sector “atingiu em 2018 os mínimos de capturas, que colocaram em risco centenas de empresas e milhares de trabalhadores”. Para este ano, é fixado um limite anual de capturas de 10.799 toneladas, a dividir por Portugal e Espanha, podendo a quota vir a ser alterada em função dos resultados dos cruzeiros científicos.

As organizações da pesca da sardinha de Portugal e Espanha têm vindo a defender um total de capturas de 15.425 toneladas, correspondentes a 10% da estimativa de ‘stock’ existente, fixada em 154.254 toneladas no último parecer do Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES, na sigla em inglês) para 2019. Para a produção, a sustentabilidade do recurso não está posta em causa, porque está a recuperar, mas sim a sustentabilidade económica e social do sector, se o mínimo de capturas anual não for fixado nas 15.425 toneladas.

O Governo está a aguardar os resultados dos cruzeiros científicos realizados na Primavera, ressalvando que, apesar da “ligeira recuperação” prevista, “as estimativas em termos de biomassa, estão ainda distantes dos pontos de referência ideais”, disse o secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, no final de Maio, à agência Lusa. Em 2018, o sector atingiu a quota de pesca mais baixa de sempre, 12.000 toneladas reduzidas ao longo do ano para 9.000, quando em 2008 capturava 101.464 toneladas de sardinha. A pesca da sardinha foi retomada no dia 3 de Junho, depois de ter estado suspensa desde meados de Setembro de 2018.

Texto: ALVORADA com agência Lusa. Foto: Carlos Tiago (arquivo).