Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

‘Centro 2020’ tem como meta atingir taxa de execução de 50% no final de Junho

centro 2020

A importância de acelerar a execução do ‘Centro 2020’, com o objectivo de atingir uma taxa de 50% no final de Junho, foi um dos desafios hoje deixados na reunião do comité de acompanhamento deste programa, que abrange uma centena de municípios da Região Centro, entre os quais os 12 que integram a OesteCIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste.

O comité de acompanhamento do Programa Operacional Regional do Centro (Centro 2020) reuniu hoje por videoconferência e aprovou, por unanimidade, o relatório anual de execução do ano passado e a reprogramação. "Aproveitando a presença dos nossos principais parceiros, destacámos a importância de acelerar a execução do ‘Centro 2020’, colocando como meta de curto prazo atingir a taxa de execução de 50% no final de Junho, ou seja, pagar mais de 200 milhões de euros de Janeiro a Junho", referiu a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Isabel Damasceno. A responsável avisou que "este desafio implica o empenho de todos, tendo a região o desafio de garantir a plena absorção dos fundos europeus disponíveis".

Segundo a CCDRC, a reprogramação do ‘Centro 2020’ destina-se a "financiar a retoma da atividade das empresas, apoiando o regresso dos trabalhadores ao horário normal de trabalho, depois de cessado integralmente um período de 'lay-off'". Recursos de Fundo Social Europeu serão alocados a estes apoios, "através da criação de um novo objectivo específico com uma dotação de 70 milhões de euros", acrescenta.

A mesma fonte refere que o relatório anual de execução de 2020 "permitiu efetuar um balanço do ‘Centro 2020’ muito focado nos resultados alcançados", tendo sido destacado, por exemplo, "o apoio ao investimento empresarial em 3.328 empresas, que permitem criar 8.590 postos de trabalho". "O apoio ao microemprendedorismo com 1.164 projectos, permitindo criar 2.519 postos de trabalho, o apoio à colocação de 90 pessoas altamente qualificadas em empresas e o apoio a 138 equipamentos escolares e a 63 equipamentos de saúde" foram também realçados.

A CCDRC refere ainda que, "como indicadores de resultado, transmitiu-se a boa evolução da região na taxa de emprego, no impacto reduzido na taxa de desemprego e o sucesso no combate ao insucesso escolar".

A reunião de hoje contou com a presença de representantes da Comissão Europeia, da Agência para o Desenvolvimento e Coesão, de organismos intermédios dos sistemas de incentivos, das Comunidades Intermunicipais, de Grupos de Acção Local e de vários parceiros regionais, como associações empresariais, sindicatos, municípios, universidades e institutos politécnicos.

Texto: ALVORADA com agência Lusa