Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Troféu Joaquim Agostinho: Frederico Figueiredo vitorioso na serra do Socorro

FredericoFigueiredo1 GPTV 16072021Frederico Figueiredo (Efapel) ganhou hoje a primeira etapa do Grande Prémio Internacional de Torres Vedras - Troféu Joaquim Agostinho, uma curta ligação de 85,3 quilómetros, entre o Turcifal e a Serra do Socorro.

O vencedor da edição transacta da corrida começou da melhor forma a defesa do título. Atacou na íngreme escalada da Serra do Socorro para cortar a meta isolado. O campeão nacional de fundo, José Neves (W52-FC Porto), foi o segundo e João Benta (Rádio Popular-Boavista) foi o terceiro, ambos a 15 segundos do vencedor.

A etapa foi movimentada desde o início. Ao quilómetro três atacaram Hugo Nunes (Rádio Popular-Boavista), Marvin Scheulen (LA Alumínios-LA Sport), Antonio Soto (Euskaltel-Euskadi), David González (Caja Rural-Seguros RGA) e Gustav Basson (ProTouch). Pouco adiante juntou-se-lhes Gonçalo Amado (Antarte-Feirense). A vantagem da fuga aproximou-se dos três minutos, mas a W52-FC Porto assumiu o comando do pelotão e manteve os escapados a uma distância facilmente anulável mesmo numa viagem tão curta. Os fugitivos foram perdendo fôlego, o grupo desmembrou-se e a aventura terminou menos no sopé da serra.

Nas rampas da Serra do Socorro destacaram-se os melhores trepadores. A selecção aconteceu serra acima. A 600 metros do final, quando a cabeça da corrida era composta por seis corredores, Frederico Figueiredo atacou para a vitória. “Como a etapa era só de tarde, viemos cá hoje de manhã reconhecer o percurso. Vi que a 600 metros do fim as rampas eram muito duras e que era esse o local para atacar”, contou no final da etapa o vencedor da etapa.

Com as bonificações, Frederico Figueiredo comanda com 19 segundos de vantagem sobre José Neves e com 21 à melhor sobre João Benta. “Nesta época tinha como primeiro objectivo a Volta ao Algarve, mas não me correu bem, pois fraturei o escafóide. O segundo objectivo era o Troféu Joaquim Agostinho. Depois de ter ganho no ano passado, vou lutar com unhas e dentas para segurar a camisola amarela e para dar a vitória à Efapel”, promete o comandante, que é também o primeiro nas classificações da montanha e dos pontos.

Antonio Soto aproveitou a fuga para vestir a camisola das metas volantes e André Domingues (Efapel) é o melhor jovem. Por equipas manda também a Efapel.

Antes da partida para a etapa, a organização do Troféu Joaquim Agostinho homenageou Carlos Bernardes, falecido este ano e que, enquanto presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, sempre apoiou a corrida e envidou todos os esforços para tornar possível a estreia da Serra do Socorro como ponto final de uma etapa da competição.

A prova continua neste sábado. A segunda etapa parte às 12h45 junto aos Paços do Município de Arruda dos Vinhos, terminando, cerca das 16h45, na Variante Poente, na quarta passagem pela meta instalada na cidade torriense. É o dia do tradicional Circuito de Torres Vedras, que, entre outros pontos de interesse, inclui as subidas do Varatojo e da Serra da Vila.

Texto: ALVORADA com FPC
Fotografia: FPC