Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Bombeiros Voluntários da Lourinhã participam no maior exercício de sempre de Protecção Civil em Portugal

European Civil Protection

Os Bombeiros Voluntários da Lourinhã vão participar no ‘Cascade’19’ - Exercício Europeu de Protecção Civil que vai decorrer entre 28 de Maio e 1 de Junho em 20 localidades e abrangendo mais de 60 cenários distintos nos distritos de Aveiro, Évora, Lisboa e Setúbal. Entre as corporações do distrito lisboeta convocadas para participar neste exercício figuram ainda Arruda dos Vinhos, Torres Vedras, Alenquer e Merceana, Sapadores Bombeiros de Lisboa.

Aquele que será o maior exercício de protecção civil de sempre em território nacional tem a organização da ANEPC - Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, contando com a colaboração da Direcção-Geral da Autoridade Marítima e é cofinanciado pela União Europeia, que irá mobilizar mais de 600 operacionais, de entre os quais equipas de cinco países europeus: Alemanha, Bélgica, Croácia, Espanha e França.

Condições meteorológicas adversas, como precipitação muito intensa no distrito de Aveiro, e um evento sísmico que afectará os distritos de Évora, Lisboa e Setúbal, vão desencadear uma série de ocorrências em cascata, como cheias, poluição marítima, ruturas de barragens, acidentes químicos, colapso de estruturas, acidentes ferroviários e rodoviários, e incêndios urbanos, cujas consequências serão danos materiais avultados e um número significativo de vítimas mortais.

Segundo um comunicado da ANEPC, o ‘Cascade’19’ visa treinar a resposta internacional na sequência do acionamento do Mecanismo de Protecção Civil da União Europeia e, simultaneamente, a resposta interna a emergências de elevada complexidade. “Será objecto de avaliação por parte de um conjunto de observadores e avaliadores, nacionais e estrangeiros, de forma a prosseguir o seu objectivo último, o de identificar quer boas práticas quer falhas e constrangimentos, e melhorar aos diversos níveis os processos de gestão das emergências”, destaca a ANEPC.

A Conferência Final de Planeamento, com a participação de dezenas de entidades nacionais e das equipas estrangeiras, realiza-se esta terça-feira em Ílhavo, no Auditório do Museu Marítimo, seguindo-se uma visita a alguns dos cenários no distrito de Aveiro.

O ‘Cascade’19’ tem um ‘website’ dedicado em www.cascade2019.pt que disponibiliza informação sobre o planeamento de uma operação com estas dimensões. O detalhe sobre os cenários está, no entanto, reservado até ao início do exercício, de forma a produzir uma reacção o mais próxima possível da realidade por parte de todos os participantes. Para o distrito de Lisboa estão previstas várias acções, a 28 de Maio, que envolverão simulacros de acidente rodoviário, incêndio urbano, acidente químico, poluição marítima, ruptura de barragem, colapso de estruturas, acidente ferroviário e cheias - 28 de Maio.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA (arquivo)