Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Banco Alimentar recolheu mais de 7,5 toneladas de produtos no concelho da Lourinhã e 53,2 toneladas na região

BAO arquivo

Foram 7.588 quilos de bens alimentares recolhidos este fim-de-semana, no concelho da Lourinhã, no âmbito da última campanha do ano promovida pelo BAO - Banco Alimentar do Oeste.

Já nos concelhos cobertos pelo BAO - Caldas da Rainha, Nazaré, Alcobaça, Óbidos, Bombarral, Peniche, Cadaval e Lourinhã - o total de alimentos recolhidos ascende a 53.288 quilos que irá permitir à instituição apoiar as 63 instituições locais com as quais tem assinado um protocolo de colaboração.

A equipa que coordenou a recolha no concelho da Lourinhã para o BAO, através da sua página do Facebook, agradece a todos os que, directa ou indirectamente, colaboraram nesta campanha. “Obrigada a todos os voluntários, instituições, empresas, comerciantes e juntas de freguesia que colaboraram e participaram nesta campanha, através do seu trabalho ou disponibilização de meios para levarmos a bom porto esta missão!”, refere o comunicado, acrescentando que “muitas famílias carenciadas do nosso concelho vão beneficiar com o nosso contributo!”.

O BAO, com sede nas Caldas da Rainha, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que luta contra o desperdício de alimentos, encaminhando-os para distribuição gratuita aos carenciados.

Para quem não teve a possibilidade de se deslocar ao supermercado no fim-de-semana mas que não quer deixar de ajudar esta causa, o Banco Alimentar disponibiliza ainda, entre até 9 de Dezembro, o portal de doação ‘online’ em www.alimentestaideia.pt no qual com um simples clique é possível doar alimentos para quem mais precisa.

Realiza-se em simultâneo a campanha ‘Ajuda Vale’ nos supermercados. Em suportes próprios colocados nas caixas, vales de produtos seleccionados representando uma unidade do produto (por exemplo, 1 litro de azeite, 1 litro de leite, 1 litro de óleo, 1 lata de salsichas e 1 lata de atum) com um código de barras próprio através do qual é efectuado o controlo das dádivas. Ao efectuar o pagamento, o dador entrega o cupão ‘Ajuda Vale’ na caixa registadora e os produtos ficam claramente identificados no talão de caixa. A logística de entrega aos Bancos Alimentares fica a cargo de cada uma das cadeias de distribuição.

Fotografia: Sofia de Medeiros/Jornal ALVORADA (Arquivo)