Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

OesteCIM quer frotas automóveis municipais mais ecológicas

P90208287 highRes bmw 330e 01 2016

O Município da Lourinhã está entre os cinco que integram a OesteCIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste que decidiu reforçar a frota automóvel, no âmbito do projecto ‘Oeste amigo do Ambiente’, e adquirir um veículo automóvel híbrido, neste caso a gasolina/eléctico para estar ao serviço dos executivos municipais. A escolha, após a realização de concurso público - ganho pela empresa M. Coutinho Nordeste, de Vila Real - recaiu num BMW 330e, um veículo berlina de cinco passageiros, tendo as viaturas sido já entregues, para além da edilidade lourinhanense, aos Municípios de Torres Vedras, Peniche e Sobral do Monte Agraço. O veículo para o Município de Alenquer é ligeiramente mais caro e será entregue em breve. As restantes autarquias que integram a OesteCIM não quiseram, nesta altura, proceder à aquisição de nenhum veículo mas admitem querer entrar no negócio mais tarde. No caso do Município da Lourinhã, o automóvel será utilizado preferencialmente pelos vereadores, continuando o presidente João Duarte Carvalho a manter a sua viatura de serviço que é ainda bastante recente.

Feitas as contas, tendo em conta que foi estabelecido um aluguer operacional para a frota automóvel, através de um ‘rating’, os municípios ficam obrigados a pagar uma mensalidade de 438 euros (mais IVA) durante quatro anos (21.043,68 euros, mais IVA), valor que inclui a manutenção do veículo e seguro. No final do tempo de aluguer o veículo é devolvido à empresa nortenha. Contudo, a OesteCIM, no quadro da reprogramação do seu Pacto de Desenvolvimento e Coesão Territorial do Programa ‘Centro 2020’, na sua prioridade relativa à Eficiência Energética, pretende implementar uma estratégia que tem como um dos objectivos substituir as frotas automóveis dos seus municípios, actualmente maioritariamente assentes em combustível diesel, para viaturas hibridas/eléctricas, contribuindo de forma efectiva para o processo de descarbonização, posicionando-se de forma explicita no combate às alterações climáticas. “Fomos pioneiros no país com esta pretensão de reprogramação no âmbito do ‘Portugal 2020’, assegurou ao nosso jornal Paulo Simões, primeiro-secretário da OesteCIM. Caso essa pretensão seja conseguida, o custo do aluguer operacional dos veículos será co-financiada a 85%, passando a factura mensal dos municípios a rondar os 80 euros. O automóvel adquirido possui uma bateria de iões de lítio que pode ser carregada nas tomadas vulgares, bastando cerca de 3,5 horas para alcançar o seu nível máximo que, em teoria, permite uma autonomia de 41 quilómetros. Foi também adquirido um Volskwagen Passat Variant GTE (híbrido gasolina/eléctrico) para estar ao serviço da OesteCIM. Os negócios, efectuados, que tiveram um preço-base de 150 mil euros, foram concretizados através da Central de Compras da OesteCIM. Segundo garantiu Paulo Simões, foi conseguida uma redução de cerca de 40% sobre o preço de mercado, o que, segundo este responsável, trata-se de “um preço imbatível e que comprova o sucesso que tem vindo a ser o trabalho desenvolvido pela nossa Central de Compras”.

Mais informação na edição impressa do jornal ALVORADA