Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Mais de dois milhões já receberam as vacinas contra a Covid-19 e gripe

Vacina

Mais de dois milhões de utentes já foram vacinados contra a Covid-19 e contra a gripe na actual campanha Outono-Inverno, dos quais 1,5 milhões receberam as vacinas em simultâneo, anunciaram as autoridades.

Num comunicado conjunto, a Direcção-Geral da Saúde e os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) lembram que a campanha Outono-Inverno de reforço sazonal, que decorre desde 7 de Setembro em vários centros de vacinação espalhados pelo país, vai prolongar-se até Dezembro.

A prioridade é “proteger as pessoas mais vulneráveis, prevenindo a doença grave, a hospitalização e a morte”, refere a nota, sublinhando que o objectivo é vacinar este ano três milhões de pessoas elegíveis.

Na informação hoje divulgada, as autoridades reforçam a importância da adesão à vacinação, em particular dos mais vulneráveis, para ficarem “mais protegidos para os próximos meses”.

O reforço da vacina da Covid-19 estabelece como grupos prioritários pessoas com 60 ou mais anos, grávidas com idade igual ou superior a 18 anos e doenças definidas pela Direcção-Geral da Saúde, pessoas com 12 ou mais anos com patologias de risco e estudantes em estágio clínico, bombeiros envolvidos no transporte de doentes e profissionais de Estabelecimentos Prisionais.

Para os residentes ou profissionais dos lares e da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), assim como para profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados, estão indicadas ambas as vacinas (Covid-19 e gripe).

Nas próximas semanas a campanha de reforço sazonal contra a Covid-19 será estendida a maiores de 50 anos, adianta.

A vacinação contra a gripe é também recomendável para quem tem idade igual ou acima dos 65 anos, crianças com seis ou mais meses que apresentem patologias crónicas associadas, doentes crónicos e imunodeprimidos e grávidas.

A modalidade ‘Casa Aberta’ está disponível para o reforço sazonal contra a Covid-19 para pessoas com 70 ou mais anos de idade, permitindo aos utentes deslocarem-se aos locais de vacinação sem marcação. Continua também disponível para grupos profissionais prioritários (com recurso a senhas digitais) e para a vacinação e reforço de pessoas entre os 18 e 59 anos e vacinação primária acima dos 12 anos. Este regime está também disponível na vacina contra a gripe.

Na semana passada, na reunião de peritos que decorreu no Infarmed, o coordenador do plano de vacinação contra a Covid-19 anunciou um aumento de 10% na capacidade vacinal para permitir vacinar as pessoas acima dos 50 anos antes do final do ano. Carlos Penha Gonçalves disse que a estrutura montada está com uma capacidade de 290 mil vacinas por semana e que o aumento desta capacidade pode ser feito sem alterar o dispositivo actual. Segundo informou o responsável, estão a funcionar 395 pontos de vacinação no país - 322 pontos em estruturas de saúde, 65 pontos em estruturas municipais e oito em estruturas de outras entidades -, sublinhando que "44% da capacidade vacinal está nas estruturas municipais".

Texto: ALVORADA com agência Lusa