Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Donos de cães, gatos e furões obrigados a colocar chips nos animais a partir de hoje

microchipanimais

A partir desta terça-feira, passou a ser obrigatória a colocação de um chip de identificação em todos os cães, gatos e furões, independentemente da raça, da maior ou menor perigosidade do animal ou da data de nascimento, com o objectivo de evitar o abandono.

A lei já estava em vigor desde 2019, mas foi concedida uma moratória de três anos para a aplicação da lei. A partir de hoje, as autoridades podem passar multas que vão dos 50 aos 45 mil euros.

De acordo com os dados do sistema de identificação de animais de companhia, citados esta terça-feira pelo Jornal de Notícias (JN), há mais de 2,5 milhões de cães registados, 517 mil gatos e 1874 furões.

De acordo com o JN, os preços da colocação do chip rondam os 30 euros e, em alguns casos, as câmaras municipais podem oferecer o procedimento.

O chip pode ser colocado em qualquer veterinário, em associações de acolhimento animal e em canis e gatis municipais. O JN escreve que, depois da colocação do chip, o dono fica com o Documento de Identificação do Animal de Companhia (DIAC) e, no caso dos cães, é necessário pagar, anualmente, uma licença na junta de freguesia.

Sempre que um animal mudar de dono, a ficha de identificação associada ao chip deverá ser actualizada.

Texto: ALVORADA com JN
Fotografia: Direitos Reservados