Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: Excesso de mortalidade desce para 6% em Março na União Europeia e em Portugal

Covid 19 7

O excesso de mortalidade na União Europeia (UE) desceu em Março para 6%, após um pico de 26% em Novembro de 2021 devido à pandemia de Covid-19, estando Portugal alinhado com a média europeia, com uma taxa de 6,8%.

A informação foi divulgada pelo gabinete estatístico europeu, Eurostat, que em dados hoje publicados indica que, após um excesso de mortalidade estável de 7%, em Janeiro e Fevereiro de 2022, a taxa na UE caiu ligeiramente para 6% no mês Março.

Portugal ficou em linha com a média comunitária, ao atingir 6,8% em Março, contra uma percentagem de 4,1% em Fevereiro e de -4,4% em Janeiro deste ano.

De acordo com o Eurostat, “após a quarta vaga de excesso de mortalidade no outono de 2021, quando o excesso de mortalidade na UE atingiu um pico de +26% em Novembro e +23% em Dezembro” devido ao aumento acentuado de casos de Covid-19, “os dados para 2022 continuam a mostrar melhorias”.

Este excesso de mortalidade é calculado como a diferença entre o número de mortes que ocorreram e o número que seria esperado na ausência da pandemia, com base em dados de anos anteriores, nomeadamente entre 2016 e 2019.

Por Estados-membros da UE, o Chipre (+33%) e a Grécia (+31%) apresentaram as maiores taxas de excesso de mortalidade, enquanto a Suécia (-5%) e o Luxemburgo (-1%) registaram uma variação negativa.

No conjunto dos 27, a UE registou picos anteriores de excesso de mortalidade em Abril de 2020 (25%), Novembro de 2020 (40%) e Abril de 2021 (21%).

Actualmente, cerca de 325 milhões de pessoas na UE têm vacinação completa contra a Covid-19 e perto de 231 milhões receberam uma dose de reforço.

Texto: ALVORADA com agência Lusa