Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Governo: Presidente da República aceita lista de 17 ministros proposta por António Costa

Palacio de Belem

O Presidente da República aceitou hoje a lista de 17 ministros proposta por António Costa para o XXIII Governo.

De acordo com uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet, os nomes propostos por António Costa para o XXIII Governo Constitucional são os seguintes:

Primeiro-Ministro: António Costa

Ministra da Presidência: Mariana Vieira da Silva

Ministro dos Negócios Estrangeiros: João Gomes Cravinho

Ministra da Defesa Nacional: Maria Helena Chaves Carreiras

Ministro da Administração Interna: José Luís Carneiro

Ministra da Justiça: Catarina Sarmento e Castro

Ministro das Finanças: Fernando Medina

Ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares: Ana Catarina Mendes

Ministro da Economia e do Mar: António Costa Silva

Ministro da Cultura: Pedro Adão e Silva

Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior: Elvira Fortunato

Ministro da Educação: João Marques da Costa

Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social: Ana Mendes Godinho

Ministra da Saúde: Marta Temido

Ministro do Ambiente e da Acção Climática: Duarte Cordeiro

Ministro das Infraestruturas e da Habitação: Pedro Nuno Santos

Ministra da Coesão Territorial: Ana Abrunhosa

Ministra da Agricultura e da Alimentação: Maria do Céu Antunes

Costa destaca "forte núcleo político" e pessoas com "experiências diversas"

O Primeiro-Ministro indigitado, António Costa, considerou hoje que o novo Governo tem um “forte núcleo político” e é composto por pessoas “com experiências diversas na sociedade portuguesa”, nomeadamente na academia e no mundo empresarial.

À entrada de uma reunião com o grupo parlamentar do PS, na Assembleia da República, António Costa disse que as personalidades que escolheu para integrarem o XXIII Governo Constitucional “permitem formar um Governo de combate, um Governo mais conciso, que tem forte núcleo político”.

O Primeiro-Ministro acrescentou que na constituição do executivo “foi também possível contar com a participação de pessoas muito relevantes, com experiências diversas na sociedade portuguesa, na academia e no mundo empresarial”, e que “constituirão, seguramente, um bom Governo” para o país.

Governo: Primeiro executivo com mais ministras do que ministros

O XXIII Governo Constitucional, chefiado por António Costa, vai ser o primeiro na história da democracia portuguesa com mais ministras do que ministros, nove num total de 17.

A lista de ministros do terceiro executivo de António Costa foi hoje divulgada no portal da Presidência da República na Internet, após ter sido apresentada pelo primeiro-ministro indigitado e aceite pelo Chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa.

As mulheres à frente de ministérios são Mariana Vieira da Silva (Presidência), Helena Carreiras (Defesa Nacional), Catarina Sarmento e Castro (Justiça), Ana Catarina Mendes (Adjunta e dos Assuntos Parlamentares), Elvira Fortunato (Ciência, Tecnologia e Ensino Superior), Ana Mendes Godinho (Trabalho, Solidariedade e Segurança Social), Marta Temido (Saúde), Ana Abrunhosa (Coesão Territorial) e Maria do Céu Antunes (Agricultura e Alimentação).

No XXII Governo cessante, na actual composição, há oito ministras num total de 19 ministros, uma das quais com duas pastas, Francisca Van Dunem (Justiça e Administração Interna). Das oito ministras do executivo cessante, só três não vão transitar para o novo Governo: Francisca Van Dunem, Alexandra Leitão (Modernização do Estado e Administração Pública) e Graça Fonseca (Cultura).

Mariana Vieira da Silva vai subir na hierarquia orgânica do Governo, mantendo-se ministra da Presidência, agora 'número dois' do executivo de António Costa.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Presidência da República (arquivo)