Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Cerca de 1.400 condutores multados por uso do telemóvel ao volante

ANSR 2

Cerca de 1.400 pessoas foram multados por usar o telemóvel enquanto conduziam, no âmbito da campanha que decorreu na semana passada em Portugal e que fiscalizou mais de 51.000 veículos.

Em comunicado conjunto, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a GNR e a PSP lembram que a campanha ‘Ao volante, o telemóvel pode esperar’, que decorreu entre os dias 15 e 21 deste mês, em todo o país, pretendeu alertar os condutores para as “graves consequências do manuseamento do telemóvel durante a condução”.

Pela primeira vez esta campanha contou com a participação dos serviços das administrações regionais das regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

A campanha foi divulgada nos meios digitais e através de cinco acções de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização da responsabilidade da GNR e PSP em Lisboa, Bragança, Guimarães, Vila Pouca de Aguiar e Cova da Piedade. Idênticas acções ocorreram nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Foram passadas diversas mensagens pelas autoridades, entre elas a de que os condutores que utilizam o telemóvel durante a condução são mais lentos em reconhecer e a reagir a perigos e que o uso de aparelhos elecctrónicos durante a condução causa dificuldade na interpretação da sinalização.

No total, foram fiscalizados presencialmente 51.112 veículos e registadas 15.176 infrações, das quais 1.394 relativas ao uso do telemóvel durante a condução.

No período da campanha, as autoridades registaram 2.178 acidentes, de que resultaram 11 vítimas mortais, 30 feridos graves e 618 feridos leves. As 11 vítimas mortais, todas do sexo masculino, tinham idades entre 19 e 83 anos. Os acidentes ocorreram nos distritos de Braga, Leiria, Lisboa, Viseu, Portalegre, Setúbal, Évora e Beja. Destes acidentes com vítimas mortais, oito foram despistes, dos quais sete com veículos ligeiros e um com motociclo.

Relativamente ao período homólogo de 2021, verificaram-se mais 817 acidentes, mais seis vítimas mortais, mais cinco feridos graves e mais 219 feridos leves.

Texto: ALVORADA com agência Lusa