Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: Aberto autoagendamento de crianças dos 5 aos 11 anos

Covid 19 Plano de vacinacao

O autoagendamento para administração da primeira dose da vacina contra a Covid-19 nas crianças dos 5 aos 11 anos foi aberto hoje, anunciaram os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

O processo de vacinação decorrerá “no sábado, dia 19, na parte da manhã, no local mais conveniente, de acordo com a disponibilidade e a capacidade instalada dos postos de vacinação existentes”, adiantam os SPMS em comunicado.

Em simultâneo, irá decorrer a administração de segundas doses pediátricas a crianças elegíveis a quem não tenha sido possível administrar a vacina nos dias 5 e 6 de Fevereiro, sendo que, neste caso, o agendamento é feito centralmente através de SMS (2424), acrescenta.

O pedido de agendamento está disponível em https://covid19.min-saude.pt/pedido-de-agendamento.

Segundo os últimos dados da Direcção-Geral da Saúde, 80.147 crianças, entre os 5 e os 11 anos, têm a vacinação primária completa e 327.905 já receberam a primeira dose.

Crianças dos 5 aos 11 anos poderão vacinar-se no sábado de manhã

As crianças entre os 5 e os 11 anos vão poder vacinar-se contra a Covid-19 no próximo sábado, durante a manhã, anunciou hoje o secretário de Estado Adjunto e da Saúde,

À saída de uma sessão no Infarmed, em Lisboa, António Lacerda Sales informou que, no quadro de um ”processo em continuidade”, foi decidido reservar mais um “período exclusivo” para esta faixa etária poder autoagendar a sua vacinação, quer em primeiras doses, quer em doses de reforço.

“O processo [de vacinação de o que, reconheceu, trata-se de “um processo de confiança que se constrói ao longo do tempo”. Mas, sublinhou, “cada vez mais gente tem vindo ao processo, à medida que o processo vai evoluindo”.

Texto: ALVORADA com agência Lusa