Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

PSP apela para denúncia de situações de discriminação em contexto escolar

PSP II

A PSP apelou hoje para que sejam denunciadas situações de discriminação em contexto escolar, após ter realizado diversas acções de sensibilização em escolas das principais zonas urbanas.

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública refere que realizou, entre 17 e 28 de Janeiro, a operação ‘Sim à Diferença’ em escolas do segundo e terceiro ciclos, que consistiu em acções de sensibilização sobre as diferentes formas de discriminação.

A PSP indica que, durante aquele período, foram realizadas 481 acções de sensibilização em 230 escolas nas principais zonas urbanas de Portugal, envolvendo cerca de 11.000 alunos, além de terem sido efectuados 552 contactos individuais de prevenção criminal.

Aquela força de segurança refere também que, nos últimos três anos letivos, no âmbito desta operação, foram realizadas 1.153 acções em 578 escolas, tendo sido sensibilizados mais de 32.900 alunos.

A PSP ressalva que o combate à discriminação, racismo e intolerância junto da comunidade escolar “não se esgota nesta operação”, realizando os polícias da ‘Escola Segura’ várias acções de sensibilização ao longo de todo o ano lectivo.

A PSP frisa que os agentes afectos ao programa ‘Escola Segura’ recorrem às ações de sensibilização como forma de prevenção e trabalham a montante o problema da discriminação junto da comunidade escolar, contribuindo “assim para um maior e melhor conhecimento dos jovens sobre todas as formas de discriminação, diferenças de género, etnias, culturas e religiões”.

No comunicado, a PSP apela ainda para a denúncia de quaisquer situações de discriminação em contexto escolar, realçando que as Equipas do Programa ‘Escola Segura’ estão disponíveis para continuar a realizar ações de sensibilização e acorrer a quaisquer pedidos de intervenção. A Polícia de Segurança Pública indica ainda que as denúncias e pedidos podem ser feitos de forma presencial ou através do canal Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Texto: ALVORADA com agência Lusa