Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Legislativas: Presidente da República saúda notícias de redução da abstenção

Marcelo Rebelo de Sousa 30012022 Lusa

O Presidente da República saudou hoje as notícias de redução da abstenção nas legislativas, durante uma curta visita ao Clube de Jornalistas, em Lisboa, em que elogiou o papel da comunicação social nesta campanha eleitoral.

À chegada ao Clube de Jornalistas, perto das 19h15, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que a redução da abstenção, a confirmar-se, "é uma vitória", pela qual agradeceu aos portugueses.

Depois, o Chefe de Estado cumprimentou a presidente da direcção do clube, Maria Flor Pedroso, e vários dos jornalistas presentes, que se juntaram para acompanhar a noite eleitoral em três salas com televisões. "Aproveito para agradecer à comunicação social, que teve um papel fundamental nesta campanha. Foi uma grande campanha eleitoral, e em larga medida deve-se à comunicação social", declarou Marcelo Rebelo de Sousa, destacando os debates e entrevistas desde o período de pré-campanha.

Segundo o Presidente da República, a comunicação social "foi espectacular" e "deu força à democracia - quando a democracia, um pouco por toda a parte, conhece uma fase crítica". "E em larga medida se deve também a ela, e naturalmente, aos partidos e aos seus dirigentes, e sobretudo aos portugueses, as notícias poucas que temos, e são as únicas que me permito aqui sublinhar, quanto a uma redução tão clara da abstenção num período muito mau para se reduzir a abstenção", acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa deixou o Clube de Jornalistas antes das 20h00, quando são divulgadas nas televisões as primeiras projecções de resultados. "Agora vamos deixar o protagonismo aos protagonistas desta noite, que são os protagonistas político-partidários", disse, antes de sair.

Durante esta curta visita, um jornalista da Catalunya Ràdio, com sede em Barcelona, perguntou ao Chefe de Estado português "quem vai convidar a formar Governo, o mais votado ou o mais apoiado", sem obter resposta. "Ah, isso aí, isso é outra história", retorquiu Marcelo.

Maria Flor Pedroso comunicou ao Presidente da República que a direcção do Clube de Jornalistas vai propor à assembleia geral que se torne sócio honorário, porque exerceu a profissão, embora nunca tenha tido carteira profissional. "A direcção vai fazer essa proposta, e a assembleia geral tem de aprová-la por dois terços", explicou a jornalista da Antena 1. "Os dois terços faz-me lembrar qualquer coisa", observou Marcelo Rebelo de Sousa.

Criado em 1983, o Clube de Jornalistas é uma associação sem fins lucrativos que tem como objectivo principal "constituir um espaço de informação e cultura, convívio, desporto e intercâmbio, aberto a quantos tenham o jornalismo como ocupação principal".

Marcelo Rebelo de Sousa começou jovem a sua ligação à imprensa escrita, como articulista. Ainda antes do 25 de Abril, esteve na criação do Expresso, onde veio a ocupar cargos de direcção e administração. Na década de 1980, lançou outro jornal, o Semanário, e mais tarde aumentou a sua notoriedade como comentador na rádio - no programa ‘Exame’ da TSF atribuía notas aos protagonistas em análise - e na televisão, com programas de comentário aos domingos, durante 15 anos, na TVI e na RTP.

Como Presidente da República, tem expressado preocupação com as dificuldades do jornalismo em Portugal.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Lusa