Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: Governo confirma que aulas recomeçam a 10 de Janeiro

escolasecundarialourinha

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Lacerda Sales, afirmou hoje que as aulas vão ser retomadas em 10 de Janeiro, afastando a hipótese de serem adiadas devido ao aumento de casos de Covid-19.

“Penso que essa medida [adiamento] não está garantidamente sobre a mesa. E, portanto, as aulas começam no dia 10 de Janeiro para as crianças, porque essa é uma medida fundamental para a saúde física, mental, social e psicológica das nossas crianças”, afirmou o governante, em Coimbra.

O secretário de Estado respondia a questões dos jornalistas à margem da cerimónia de recpeção aos médicos internos do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), tendo considerado que o ensino presencial “é fundamental para as crianças”. Salientando que não há alterações de medidas previstas, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde referiu, no entanto, que posteriormente, de acordo com a evolução epidemiológica, o Conselho de Ministros avaliará a situação.

Em resposta aos jornalistas, o governante disse ainda que o país tem capacidade de testagem à Covid-19, através das mais de 1.400 farmácias aderentes e 700 postos de laboratoriais de testagem, salientando que Portugal é o quarto país europeu com mais testes realizados. Segundo Lacerda Sales, Portugal tem mais de 26 milhões de testes efectuados e que só na quinta-feira, dia 30 de Dezembro, foram realizados mais de 400 mil testes. “Temos capacidade de testagem, temos testes, muitas instituições a testar, pelo que queremos que as pessoas se testem, porque é muito importante para controlarmos estas crise sanitária”, disse.

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde apelou ainda à população para não se dirigir aos hospitais e às urgências para realizarem testes Covid-19, “porque tendo esta capacidade de testagem noutros locais poderão libertar o tempo aos profissionais de saúde para situações mais graves”. “O apelo que faço é para que quando o Serviço Saúde 24 passa o teste vão aos respectivos locais onde se podem testar: laboratórios ou farmácias”, frisou Lacerda Sales.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Sofia de Medeiros/ALVORADA (arquivo)