Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: PR falará amanhã ao país depois do parlamento votar Estado de Emergência

Marcelo Rebelo de Sousa 1

O Presidente da República afirmou hoje que falará na sexta-feira aos portugueses, depois de a Assembleia da República votar uma nova declaração de Estado de Emergência, dizendo que o tema está, por agora, “nas mãos do parlamento”.

À saída do Encontro Nacional de Cuidadores Informais, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado sobre a proposta que enviou ao parlamento, pouco antes.

“Amanhã falarei sobre isso, depois de votado pelo parlamento. Hoje está nas mãos do parlamento: [o Presidente da República] recebeu o parecer do Governo, seguiu para o parlamento, está nas mãos do parlamento, é votado amanhã e eu aguardo para ver que se passa”, disse, sem querer acrescentar mais nada.

O Chefe de Estado não detalhou a hora a que falará ao país, fazendo-a depender do momento em que o parlamento votará a declaração, entretanto marcada para as 16h00. “Será logo a seguir”, disse.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, propôs hoje ao parlamento a declaração do Estado de Emergência em Portugal entre 9 e 23 de Novembro para permitir medidas de contenção da Covid-19. O Chefe de Estado anunciou o envio desta proposta para o parlamento através de uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet, após ter recebido parecer favorável do Governo.

"Depois de ouvido o Governo, que o tinha proposto e se pronunciou ao fim da manhã em sentido favorável, o Presidente da República acabou de enviar à Assembleia da República, para autorização desta, o projecto de diploma decretando o Estado de Emergência por 15 dias, de 9 a 23 de Novembro", lê-se na nota, que inclui em anexo a carta e o projecto de decreto.

Pouco depois, o presidente da Assembleia da República anunciou o agendamento para sexta-feira, às 16h00, de uma reunião plenária para o parlamento votar o projecto de decreto presidencial de Estado de Emergência entre 9 e 23 de Novembro.

"Depois de ouvido o Governo, que deu o seu acordo, o Presidente da República [Marcelo Rebelo de Sousa] enviou à Assembleia da República, para autorização, o projecto de decreto presidencial através do qual se pretende venha a ser decretado o Estado de Emergência entre as 00h00 do dia 9 de Novembro e as 23h59 de 23 de Novembro - sem prejuízo de eventuais renovações, nos termos da lei", lê-se na nota publicada na pagina oficial do parlamento na Internet.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Agência Lusa