Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Distribuição farmacêutica colabora com Ministério da Saúde na distribuição de vacinas contra a gripe do SNS às farmácias

Vacina

Os distribuidores farmacêuticos de serviço completo vão colaborar com o Ministério da Saúde na distribuição às farmácias de, pelo menos, 150 mil doses de vacinas contra a gripe, adquiridas pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS), no âmbito do programa ‘Vacinação SNS Local’.

O Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Sales, reconheceu a intervenção da distribuição farmacêutica na operacionalização da iniciativa de vacinação contra a gripe dos utentes do SNS com mais de 65 anos nas farmácias. “Este ano (...) uma parcela das vacinas do SNS (…) destinadas à população com mais de 65 anos será administrada nas farmácias, num esforço conjunto das Associações de Farmácias, mas também, e de uma forma muito abnegada, das Associações de Distribuição Farmacêutica (…), que tratarão da operacionalização logística e a quem muito desde já, agradecemos”, indicou António Sales.

Num momento de crise sanitária, a distribuição farmacêutica de serviço completo respondeu positivamente ao pedido de colaboração lançado pelo Ministério da Saúde, demonstrando, uma vez mais, o serviço de interesse público que desempenha.

A intervenção dos distribuidores farmacêuticos na distribuição das vacinas do SNS às farmácias, que se realizará no presente ano sem custos para o Serviço Nacional da Saúde, permitirá garantir uma distribuição adequada e contínua em todo o território nacional, sendo um processo exigente, que requererá um planeamento rigoroso, mas célere, assegurando o cumprimento das boas práticas de distribuição, nomeadamente na manutenção da cadeia de frio.

Nuno Cardoso, presidente da ADIFA - Associação de Distribuidores Farmacêuticos, salienta que o sector “reforça o seu espírito de missão para com a protecção da saúde pública da população portuguesa. Através desta colaboração, iremos assegurar uma distribuição às farmácias em todo o território nacional, através de um circuito seguro e altamente eficiente. Não deixámos de apoiar o Ministério da Saúde neste momento crítico, e no presente ano as empresas de distribuição farmacêutica vão assumir os custos da operação. A distribuição farmacêutica de serviço completo é um elo vital no circuito”.

Deixa, no entanto, o mote: “acreditamos que será demonstrada a mais-valia deste programa e, como tal, que a colaboração será mantida nos próximos anos, através da implementação de um modelo estruturado, eficiente e sustentável para os vários intervenientes”.

Para além do programa ‘Vacinação SNS Local’, o sector assegura, ainda, a distribuição das restantes 500 mil vacinas contra a gripe disponibilizadas pelas farmácias, nos seus próprios serviços de vacinação, tendo em vista o início da campanha de vacinação a 19 de Outubro.

Fonte: Associação de Distribuidores Farmacêuticos
Fotografia: Direitos Reservados