Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Projecto-piloto arranca no concelho de Oeiras: CTT entregam Cartão de Cidadão em casa

CTT embalagem

Os CTT - Correios de Portugal vão entregar o Cartão de Cidadão em casa dos portugueses, num projecto-piloto do Instituto de Registos e Notariado (IRN) e que arranca esta sexta-feira, dia 25, no concelho de Oeiras. Este serviço, que será gradualmente alargado a todo o país, envolverá numa primeira fase mais de 6.000 cidadãos do concelho de Oeiras, prevendo-se que abranja cerca de 100 mil cidadãos.

Os CTT, que contam com uma rede de distribuição de cerca de cinco mil carteiros e uma rede de retalho com cerca de dois mil atendedores nas cerca de 550 lojas CTT espalhadas por todo o país, serão responsáveis pela entrega dos cartões, “num serviço que reflecte a importância da confiança e proximidade às populações e a forte capilaridade da rede de retalho da empresa”, referem em comunicado enviado ao ALVORADA.

Os clientes receberão um SMS ou um email do IRN, conforme os contactos que tenha associado ao Cartão do Cidadão, a avisar da entrega do documento por correio registado e a informar que a recepção só pode ser feita pelo próprio, e mediante prova da sua identidade. Caso não seja possível a entrega na residência do cidadão naquele momento o Cartão de Cidadão poderá ser levantado na loja própria CTT indicada no aviso de entrega que foi deixado na caixa de correio. Em alternativa, o cidadão poderá recorrer ao serviço Alterar Entrega, que permitirá alterar o local de entrega, numa morada da sua preferência.

Por razões de segurança, apenas o titular do cartão o poderá recepcionar, seja em casa, seja no balcão dos CTT (no caso de estar ausente e ir levantar com o aviso de entrega), uma vez que é obrigatório comprovar a sua identidade de forma presencial.

A medida resulta de trabalho conjunto da área governativa da Justiça e da Modernização do Estado e da Administração Pública e “visa dar resposta ao crescente número de cartões de cidadão que ficaram por entregar devido à pandemia”, abrangendo os cidadãos nacionais com 18 ou mais anos residentes em Portugal que pediram e pagaram a renovação do Cartão de Cidadão; não têm agendamento marcado para levantar o documento até ao dia 31 de Outubro; são capazes (isto é, que não estão sujeitos ao regime do maior acompanhado); têm os contactos de telemóvel ou email associados ao Cartão de Cidadão.

Os CTT “estão conscientes do papel crítico que desempenham na manutenção de cadeias de comunicação e logística vitais para a economia e a sociedade portuguesa”, papel reforçado no actual contexto, “apoiando não só os cidadãos, mas também as empresas na presença nos canais digitais através das suas soluções e serviços e de parcerias com o Governo em várias iniciativas que visam apoiar a presença online das PME”.

A empresa está a implementar medidas de mitigação de contágio por Covid-19 na rede de retalho e em todo o processo de tratamento e entrega de correio e encomendas. Os CTT, “mantendo a prestação de um serviço de qualidade e a proximidade às populações”, apelam também ao seguimento rigoroso das recomendações da Direção-Geral da Saúde, por forma a garantir a segurança dos clientes, mas também dos colaboradores dos CTT.

Fotografia: Direitos Reservados