Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Transportadoras vão aumentar oferta de carreiras da região Oeste para Lisboa

Barraqueiro

A Barraqueiro Oeste vai aumentar os horários nas carreiras directas de Torres Vedras para Lisboa a partir do próximo mês, ao prever mais passageiros com a redução do preço dos passes nos transportes para a capital. As empresas Boa Viagem e Rodoviária do Oeste também admitem fazer o mesmo noutros concelhos da região Oeste onde operam.

Laurinda Martins, da Barraqueiro Transportes, à qual pertencem as empresas Barraqueiro Oeste e Boa Viagem, disse à agência Lusa que a primeira “vai entrar com um reforço da oferta a partir de 6 de Janeiro” nas carreiras directas entre Torres Vedras e Lisboa. A oferta aumenta, nos dias úteis, de 43 para 61 carreiras diárias de Torres Vedras para Lisboa, a começar às 5h30, e de 44 para 58 de Lisboa para Torres Vedras, com o alargamento dos horários até à 1h30, assim como aos fins-de-semana e feriados, de acordo com os novos horários para 2020 já disponíveis na página oficial da empresa na internet.

Tanto a Barraqueiro Oeste, como a Boa Viagem, que opera nos concelhos de Alenquer, Arruda dos Vinhos e Sobral de Monte Agraço, vão “acompanhar a evolução da procura e, caso se justifique, vão tentar ajustar a oferta às novas necessidades que possam surgir”.

A Rodoviária do Oeste, que opera em Alcobaça, Bombarral, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré e Peniche, também admite “reestruturar a oferta a partir de Março” nas carreiras que partem destes concelhos para Lisboa, afirmou à Lusa o director Orlando Ferreira. O responsável justificou a medida não só para fazer face a uma maior procura decorrente da redução generalizada do valor dos passes, mas também para responder aos estudantes universitários, que estão cada vez mais a comprar o passe sub-23, tendo em conta a falta de habitação a preços acessíveis na capital.

No Bombarral, com o aumento da procura, a carreira para Lisboa vai ser autonomizada da das Caldas da Rainha, com a criação de uma nova linha directa.

As três operadoras já começaram a vender os passes com os novos valores a vigorar a partir de 2020 e definidos pela OesteCIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste.

A OesteCim e os municípios da região decidiram investir 1,6 milhões de euros para reforçar a verba do Plano de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes (PARTT), com o objectivo de reduzir o valor dos passes inter-regionais para Lisboa pela segunda vez, depois das alterações implementadas desde Abril deste ano. A partir de Janeiro de 2020, os passes inter-regionais passam a ter um custo de 70 euros para utentes dos transportes públicos dos concelhos de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras. Desde abril que o mesmo título custa 97 euros em Arruda dos Vinhos, 112 euros em Alenquer e Sobral de Monte Agraço e 116 euros em Torres Vedras. Já para os concelhos de Alcobaça, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré, Óbidos e Peniche, o passe inter-regional será de 80 euros a partir de 2020. Os novos valores já incluem os custos com Metro e Carris, dentro da Área Metropolitana de Lisboa.

Em 2019, o Estado atribuiu à região 1,3 milhões de euros, montante a que a OesteCIM somou mais 650 mil euros para implementar um passe municipal (dentro do perímetro de cada concelho) de valor não superior a 30 euros, um passe até 40 euros para as deslocações intermunicipais (dentro do território da OesteCIM) e 30% de descontos nos passes para ligações inter-regionais com os concelhos da Área Metropolitana de Lisboa (AML), da Lezíria do Tejo e da Região de Leiria. Porém, entre as “cerca de 5.000 pessoas que se deslocam diariamente entre o Oeste e a AML”, foi patente, no último ano, “o sentimento de falta de equidade” em relação aos “40 euros aplicados aos passes sociais na AML”, sublinhou a OesteCIM em comunicado.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Direitos Reservados