Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Município de Torres Vedras avança com Orçamento Participativo Jovem em 2023

CM Torres Vedras

A Câmara de Torres Vedras vai avançar com o Orçamento Participativo Jovem em 2023, foi hoje anunciado em conferência de imprensa, em que foram divulgados os projectos vencedores do Orçamento Participativo deste ano.

A vice-presidente da câmara, Ana Umbelino (PS), afirmou que, na edição de 2023 do Orçamento Participativo (OP) vai ser introduzido, pela primeira vez, o OP Jovem.

Sem avançar com as respectivas dotações financeiras para 2023, remetendo-as para aquando da discussão e divulgação do Orçamento Municipal, a autarca adiantou que a verba do OP deverá “manter-se”, mas vai haver “verba acrescida” a pensar no OP jovem.

À edição deste ano, foram apresentados 18 projectos suprafreguesias, cada um com verba até 50 mil euros, e 32 projectos nas freguesias, com uma dotação até 16 mil euros cada um.

Trata-se de um instrumento de democracia participativa em que os cidadãos podem propor projectos que contribuam para a melhoria da qualidade de vida e do bem-estar da população”, sublinhou Ana Umbelino, acrescentando que, com o OP, há uma “correspondência entre as necessidades e ambições das populações e a aplicação dos dinheiros públicos”.

Entre as propostas suprafreguesias, a mais votada foi um projecto de inclusão digital para todos, destinado a criar uma sala com computadores e respectivo acesso à Internet no agrupamento de escuteiros, assim como a oferta de computadores a jovens carenciados e seniores.

O segundo mais votado foi o projecto “cuidem-me”, que prevê a criação e dinamização de uma rede de cuidadores de proximidade para apoiar idosos e respectivas famílias, enquanto o terceiro mais votado visa criar e apetrechar oficinas de manutenção de bicicletas nas escolas.

Nas freguesias, a proposta “Maceira com Saúde”, para melhorias no centro de saúde da Maceira, ganhou em A-dos-Cunhados e Maceira.

O projecto ‘stop à exclusão social’, que visa a instalação de uma plataforma elevatória numa associação, foi o mais votado em Campelos e Outeiro da Cabeça, enquanto a criação de um skateparque junto ao jardim-de-infância de Carmões foi a proposta vencedora na União de Freguesias de Carvoeira e Carmões.

A construção de um parque infantil no Furadouro (Dois Portos e Runa), a requalificação da cobertura da associação de Arruda e Sendilheira (Freiria) e o reequipamento da cozinha do lar do Maxial (Maxial e Monte Redondo) venceram nas respectivas freguesias.

Foram vencedoras as propostas para a instalação de uma escada de emergência e melhorias no Salão Paroquial, na Ponte do Rol, para o fecho de vãos no Centro Comunitário do Ameal, no Ramalhal, para a substituição parcial da cobertura da associação da Assenta, em São Pedro da Cadeira, para melhoramentos das escadas e da frente da igreja de Casalinhos de Alfaiata, na Silveira, e para a requalificação do parque de merendas da Cadriceira, no Turcifal.

Em Santa Maria, São Pedro e Matacães, a freguesia da cidade, na sede deste concelho, venceu o projecto para o sombreamento de um espaço exterior da Santa Casa da Misericórdia.

A execução dos projectos suprafreguesias vai ter a duração de dois anos e os das freguesias um ano, prevendo-se o seu início em Novembro próximo.

O OP teve uma dotação de 358 mil euros em 2022, ano em que o município voltou às sessões presenciais para apresentação e discussão de projectos, após a pandemia de Covid-19.

Este ano, a autarquia registou 321 participações nas sessões presenciais e 9.554 votos durante a fase de votação dos projectos que chegaram à fase final.

Texto: ALVORADA com agência Lusa