Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Vinhos do Bombarral e Cadaval foram os mais distinguidos no concurso do Festival do Vinho Português

Concurso de Vinhos BBR 2022

Os vinhos produzidos nos concelhos do Cadaval e Bombarral foram os mais distinguidos no Concurso de Vinhos Engarrafados que decorreu no âmbito do 37º Festival do Vinho Português e 27ª Feira Nacional da Pera Rocha, que decorre até segunda-feira na Mata Municipal do Bombarral. Os prémios vão ser entregues durante o jantar de gala, que se realiza esta sexta-feira, cm a presença de todos os expositores de vinhos e de fruta, consistindo o prémio num diploma e de um troféu oferecidos pela organização, o Município do Bombarral. Este concurso é uma tradição do certame e é usado por muitos visitantes como ‘guia do consumidor’, esgotando-se muito rapidamente os vinhos premiados dos ‘stands’ dos produtores presentes no evento.

O concurso deste ano contou com 46 vinhos de 13 produtores participantes no certame, tendo os néctares sido avaliados por dez provadores, ao longo de dois dias, na Escola Básica e Secundária Fernão do Pó, no Bombarral. Destaca-se que, pela primeira vez, houve um vinho rosado a vencer uma categoria: o ‘Solar da Marquesa - Rosado 2021’, da Casa Agrícola Horácio Nicolau (Adão Lobo, Cadaval) foi o grande vencedor na categoria ‘Regionais de Lisboa Leves’.

Na categoria ‘Brancos com IG - Indicação Geográfica’, o primeiro lugar pertenceu ao ‘Península de Lisboa - 2021’/Regional de Lisboa produzido pela Companhia Agrícola do Sanguinhal (Bombarral). Nos ‘Tintos com IG’ venceu ‘Adega Cooperativa de Pegões - Grande Reserva 2017/Regional de Setúbal da Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões.

Na categoria Brancos DOP - Denominação de Origem Protegida foi escolhido para o primeiro lugar o ‘Quinta de São Francisco - 2021/DOC Óbidos também produzido pela Companhia Agrícola do Sanguinhal. Quanto à categoria ‘Tintos DOP’ a vitória coube ao ‘Bridão - Private Collection - 2018’/DOC Tejo da Adega Cooperativa do Cartaxo.

Segundo referiu ao ALVORADA o enólogo José António Fonseca, que organiza desde o início este concurso de vinhos do certame bombarralense, “tal como tenho dito anualmente na entrega dos prémios, verifica-se um aumento de qualidade enorme ano após ano e, especialmente, nos vinhos da nossa região”. Para o especialista em vinhos, este é o resultado dos investimentos que os empresários agrícolas têm vindo a fazer ao longo das últimas décadas, quer ao nível do equipamento, quer ao nível da plantação de vinhas bem instaladas e de castas adequadas aos solos, produzido assim uvas de boa qualidade. “Todos os anos os vinhos [a concurso] são melhores”, acrescentando José António Fonseca que as notas dos provadores foram muito altas. “Houve vinhos classificados com uma média, de 0-100, com uma nota de 95/96, pelo que não há dúvida que estamos no bom caminho”, evidenciou.

Neste concurso de vinhos aconteceu algo surpreendente: os produtores entregam duas garrafas de cada vinho a concurso para as provas-cegas dos provadores e, este ano, não houve nenhum com defeito, ou seja, que tivesse ficado contaminado pela rolha. “Quando as rolhas não são de muita qualidade, às vezes aparece uma ou outra garrafa com problemas, que dá um aroma e sabor a rolha e é excluída da prova. Mas este ano tal não aconteceu e acho que foi a primeira vez”, destacou José António Fonseca.

Resultados do Concurso de Vinhos Engarrafados 2022

Regionais de Lisboa - Leves

1º ‘Solar da Marquesa - Rosado 2021’ da Casa Agrícola Horácio Nicolau (Adão Lobo, Cadaval);

2º ‘Solar da Marquesa - Branco 2021’ da Casa Agrícola Horácio Nicolau (Adão Lobo, Cadaval);

3º ‘Confraria - Branco 2021’ da Adega Cooperativa do Cadaval.

 

Brancos IG - Indicação Geográfica

1º ‘Península de Lisboa - 2021’/Regional de Lisboa da Companhia Agrícola do Sanguinhal (Bombarral);

2º ‘Mi Hijo - Grande Reserva 2021/Regional de Lisboa de Nuno Galvão Duarte (Caldas da Rainha);

3º ‘Sanguinhal - Arinto Chardonnay 2021’/Regional de Lisboa da Companhia Agrícola do Sanguinhal (Bombarral).

 

Tintos IG - Indicação Geográfica

1º ‘Adega de Pegões - Grande Reserva 2017’/Regional Península de Setúbal’ da Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões;

2º ‘Vinhas de Pegões - Reserva 2019’/Regional Península de Setúbal’ da Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões;

3º ‘Syrah & Quinta Roriz 2018/Regional de Lisboa da Adega Cooperativa da Labrugeira (Alenquer).

 

Brancos DOP - Denominação de Origem Protegida

1º ‘Quinta de São Francisco - 2021’/DOC Óbidos da Companhia Agrícola do Sanguinhal (Bombarral);

2º ‘AV - Grande Reserva 2019’/DOC Óbidos da Adega Cooperativa da Vermelha (Cadaval);

3º ‘Confraria - Reserva 2020’/DOC Óbidos da Adega Cooperativa do Cadaval.

Texto e fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA