Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Politécnico de Leiria desenvolve plataforma de voluntariado para criar currículo social

IPL Transforma 2022

O Politécnico de Leiria vai arrancar no próximo ano lectivo com uma plataforma de voluntariado ‘online’, que permitirá aos estudantes inscreverem-se e adquirirem um currículo social, disse hoje à agência Lusa o presidente daquela instituição de ensino superior, que tem também escolas superiores na região Oeste, nomeadamente em Peniche e nas Caldas da Rainha e ministra também formação superior em Torres Vedras.

“O Politécnico de Leiria tem feito um trabalho para aumentar a responsabilidade social e o voluntariado da sua comunidade académica, em particular, dos nossos estudantes. Encontrámos um projecto inspirador no Brasil que se chama ‘Transforma Brasil’. Trata-se de uma plataforma onde são colocadas ações de voluntariado e onde as pessoas individualmente se inscrevem para apoiarem uma determinada acção”, explicou Rui Pedrosa.

O presidente do Politécnico de Leiria lembrou que, durante a pandemia, com o apoio da Fórum Estudante e da Direcção-Geral de Ensino Superior, foi criada a plataforma ‘Transforma Portugal’. “Agora a ideia é a de que esta plataforma venha também para gerar impacto nas instituições de ensino superior. Somos o primeiro politécnico a ter a ‘Transforma Politécnico de Leiria’. O grande objectivo é que nós e a comunidade envolvente - os municípios, as organizações sociais, as colectividades, o Centro Hospitalar de Leiria - possam colocar nesta plataforma acções que precisem de voluntários para que a nossa comunidade académica, em particular os nossos estudantes, se consigam inscrever e fazer um ‘match' entre os seus interesses e as necessidades de voluntariado que existem na região”, adiantou Rui Pedrosa.

Para o responsável, esta iniciativa irá permitir aos estudantes terem também, “além das competências técnicas e científicas”, “um portefólio e um CV [currículo vitae] de responsabilidade social, que cada vez é mais valorizado pelas entidades empregadoras”, adquirindo “estas competências transversais de cidadania, de responsabilidade individual e colectiva na sociedade”. “Estamos na linha da frente desta ideia da transformação social e de trazer competências transversais à nossa comunidade e em particular aos nossos estudantes”, reforçou.

Rui Pedrosa adiantou que o 'Transforma Politécnico de Leiria’ tem um sistema de confirmação das actividades realizadas pelos estudantes por parte das entidades que solicitam o voluntariado, gerando o CV de responsabilidade social. “Vamos ter tão mais sucesso quantas mais acções que necessitam de voluntários sejam colocadas na plataforma. Por isso, convidámos vários municípios, o Centro Hospitalar de Leiria, organizações sociais e organizações não-governamentais, como a Amnistia Internacional e a Cruz Vermelha. Na verdade, quer as acções de voluntariado do Politécnico de Leiria, quer as acções da região, vão ser fundamentais para alimentar a própria plataforma”, sublinhou.

Na apresentação do projecto, Rui Pedrosa disse que acredita “num modelo de ensino superior que vai muito além da dimensão técnica e científica”, assegurando que “esta plataforma está em linha com a transformação do ensino superior que está a acontecer no mundo”, lê-se numa nota de imprensa.

A ‘Politécnico de Leiria Transforma’ estará ‘online’ no início do próximo ano lectivo e pretende reunir ofertas de voluntariado e iniciativas de inovação social, promovendo a participação dos estudantes e a sua intervenção cívica.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: IPL