Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Serviços de Urgência do Centro Hospitalar do Oeste com elevada afluência de utentes e prevê mais constrangimentos

CHO logo

O CHO - Centro Hospitalar do Oeste informa, em comunicado, que foi registada nos últimos dias “uma excessiva afluência” de doentes aos Serviços de Urgência e às Áreas dedicadas a Doentes Respiratórios (ADR-SU) nos hospitais públicos oestinos, não esclarecendo quais os motivos que estão a provocar desta situação.

A entidade responsável pela gestão dos hospitais de Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras alerta que “em consequência prevê-se que nos próximos dias ocorram constrangimentos, que provocarão um aumento da demora no atendimento dos doentes que se desloquem a estes serviços, e a possibilidade de reencaminhamento de alguns doentes para outras unidades hospitalares do Serviço Nacional de Saúde”.

Em consequência desta situação, o CHO “reforça o apelo para que os utentes utilizem as urgências hospitalares apenas em situações realmente urgentes”. Recorda-se ainda que, salvo situações emergentes e antes da vinda à urgência, os utentes devem contactar a linha SNS 24 (808 24 24 24), que disponibiliza aconselhamento e encaminhamento em situação de doença. Aconselha-se que os utentes (pouco urgentes) recorram aos Cuidados de Saúde Primários, dirigindo-se ao seu Centro de Saúde.

“O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste tem envidado todos os esforços e continuará a adoptar as medidas necessárias para dar a melhor resposta na prestação de cuidados de saúde à população”, promete ainda o conselho de administração presidida por Elsa Baião.

O CHO integra os hospitais de Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.

Texto: ALVORADA