Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Aspirante Geoparque Oeste desenvolve programa ‘Prego Dourado’

programapregodourado

‘Prego Dourado’ dá nome ao programa desenvolvido pelo aspirante Geoparque Oeste (aGO), que tem como objectivo o reconhecimento e promoção dos geoprodutos (hortícolas, frutícolas, produtos transformados) e geogastronomia do território (pratos típicos ou com denominação local).

Para além do reconhecimento dos produtos e gastronomia do aGO, este programa pretende ser impulsionador de um trabalho contínuo a realizar com produtores e empresários locais, no desenvolvimento de redes curtas de produção e distribuição, mas também na implementação de práticas sustentáveis de produção e distribuição dos seus produtos.

Deste modo, “pretendemos que os produtos ou ementas associadas a este projecto sejam sinónimo e garantia de qualidade, mas também de sustentabilidade territorial”, refere o aGO num comunicado enviado ao ALVORADA.

Como forma de apresentar este projecto, serão realizadas três sessões públicas de esclarecimento nos próximos dias 9, 16 e 23 de Fevereiro, pelas 21h00, via zoom. As sessões são de participação gratuita, mas de inscrição obrigatória, que pode ser feita através de formulário eletrónico (https://forms.gle/7LUCXxiP6J7d7Fjm7).

Denominado ‘Prego Dourado’, este programa é uma alusão ao geossítio Ponta do Trovão (Peniche) de referência internacional, reconhecido pela Comissão Internacional de Estratigrafia (ICS)  como um GSSP, Global Stratigraphic Section and Point) do Toarciano (cerca de 183 Ma).

Recorde-se que o aGO é um território composto pelos municípios do Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Peniche e Torres Vedras, que tem como objectivo o reconhecimento internacional como Geoparque Mundial da UNESCO, tendo por base o seu património geológico de referência internacional e maioritariamente jurássico, mas também o seu património cultural reconhecido por ter uma identidade própria e singular.

Texto: ALVORADA