Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Covid-19: Nazaré retoma festejos da Passagem do Ano e do Carnaval

Nazare Carnaval

A Câmara Municipal da Nazaré vai retomar as festividades de Passagem do Ano e Carnaval “nos moldes anteriores à pandemia” de Covid-19, mas a autarquia admite cancelar os festejos, que atraem milhares de visitantes, se a situação se agravar.

“Se a situação epidemiológica se mantiver nos níveis actuais, a autarquia e o delegado de saúde consideram que há condições para a realização destes dois festejos, que já estão a ser preparados”, disse hoje à agência Lusa o vereador da Cultura na Câmara da Nazaré, Manuel Sequeira. De acordo com o autarca, “não estão previstas limitações de público”, já que, “se a situação se agravar, a opção será o cancelamento dos festejos, já acautelada nas contratações que estão a ser feitas”.

Numa nota às redacções, a edilidade oestina informou hoje que a Passagem do Ano será festejada, na noite de 31 de Dezembro, com um concerto do grupo musical ‘Função Publika’ e música dos anos 80, com os DJ Paulo Mendes e MarkSound, junto à praia. A festa culminará com o tradicional fogo-de-artifício, sobre o mar.

Como é tradição, terminada a festa de fim-de-ano, a Nazaré iniciará o novo ano com um baile de Carnaval, altura em que apresentará os Reis de 2022 e a Marcha Geral, numa iniciativa prevista para a Tenda Orbital, ao início da tarde do dia 1 de Janeiro.

Assumida como “uma das festas ainda mais aguardadas pela Nazaré”, o Carnaval foi o último evento a realizar-se em 2019, antes das medidas de contenção da Covid-19, que ditaram o cancelamento de eventos de grande concentração de público. O Carnaval do próximo ano terá como mote ‘Havias de levar um smice c’má Redinha’, uma expressão da linguagem local que traduz “uma alusão a uma embarcação de pesca desaparecida no mar da Nazaré [a Redinha] e, ao mesmo tempo, ao vírus da Covid-19”, que se pretende que “leve ‘smice’ (sumiço)”, explicou o vereador.

A retoma dos festejos “é uma forma de contribuir para a recuperação da economia local”, disse ainda Manuel Sequeira, sublinhando que, “através do Fundo de Emergência Social, a autarquia tem noção do forte impacto da pandemia nos rendimentos das empresas, do comércio e da população”Embora “no último Verão já se tenha verificado um aumento significativo, o executivo entende que é necessário avançar com iniciativas que ajudem as pessoas a recuperar financeiramente”.

A calendarização dos festejos prevê a realização dos tradicionais bailes de rua, uma exposição no Centro Cultural da Nazaré sobre o Carnaval, os desfiles de domingo e terça-feira e o Enterro do Santo Entrudo.

O Município da Nazaré foi o primeiro entre os 12 da região Oeste a anunciar a realização dos festejos de passagem de ano e do Carnaval.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Direitos Reservados